A Secretaria de Assistência Social e Habitação de Criciúma entregou para 44 famílias do bairro Renascer a autorização de ligação de energia elétrica.

A ação ocorreu na última segunda-feira (21), com a entrega para os moradores. As residências faziam parte da operação da Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) que realizou cortes de ligações clandestinas de energia elétrica, no último mês.

Na época, foram 129 famílias que estavam nesta situação, porém conforme o secretário municipal de Assistência Social e Habitação, Bruno Ferreira, destas, 55 residências estavam em uma área regularizada, na Cohab, e poderiam somente pedir a ligação.

"O restante das famílias mora em áreas públicas, e, portanto, não possui regularização, o que impede a ligação da energia elétrica. Mas agora, depois de um trabalho de 15 dias de recolhimento de documentos, os moradores têm em mãos a autorização para solicitar junto a Celesc e comprar o poste padrão", explica.

O responsável pela pasta ainda frisa que após a operação da companhia, a Prefeitura de Criciúma realizou uma reunião com os setores municipais envolvidos para chegar em uma solução.

"Após isso, realizamos um trabalho in loco com as famílias, conversamos com elas e recolhemos a documentação. Eram 74 famílias morando em uma área pública, destas 44 entregaram a documentação e já estão com a autorização em mãos", falou.

"A secretaria procurou por todas as famílias, porém algumas não estavam em casa, mas ainda podem solicitar a autorização", completou.

As 30 famílias que ainda não possuem o documento de autorização e tiverem interesse podem procurar pela Secretaria Municipal de Assistência Social, que fica no Paço Municipal Marcos Rovaris e atende das 8h às 17h, sem fechar ao meio dia.