Por Dyovana Koiwaski | Foto Eduardo Montecino A partir da próxima quinta-feira (15), as cerca de 800 famílias inscritas no Programa Minha Casa, Minha Vida que possuem interesse em ocupar um dos 500 apartamentos do condomínio populacional que vem sendo construído no bairro Corticeira, em Guaramirim, devem procurar a Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação da Prefeitura para dar continuidade ao processo de seleção. Para esta etapa, exigida pelo programa, as famílias devem agendar um atendimento com a assistente social do setor para entregar a documentação solicitada e registro no Sistema Nacional de Cadastro Habitacional. O procedimento vale apenas para quem cumpriu as fases anteriores. Os candidatos que não passarem por essa etapa serão excluídos da seleção. Desde abril de 2015 não é mais possível inserir novas famílias nas ações do programa implantado no bairro. Em dezembro do mesmo ano, os inscritos foram atendidos pela assistente social para avaliação dos critérios e as informações das famílias foram lançadas no Sistema de Tratamento de Arquivos Habitacionais da Caixa Econômica Federal. Os apartamentos são destinados a núcleos familiares com renda de três salários mínimos, selecionados pela Prefeitura. O investimento do Governo Federal é de R$ 29,5 milhões. Segundo informações da Secretaria de Habitação, as obras do condomínio estão paralisadas devido à troca da construtora responsável pelo serviço. O novo edital estaria sendo aprovado pelo Ministério das Cidades para concluir a construção, que já alcançou os 50%. As obras iniciaram em 2014 e tinham prazo de entrega para dois anos. A equipe de reportagem entrou em contato com a Superintendência da Caixa Econômica Federal de Joinville para saber quando as obras devem ser retomadas, mas o órgão não retornou até o fechamento desta edição.