O velório da família de Biguaçu que foi encontrada morta em Santiago, no Chile, está acontecendo desde o início da manhã desta terça-feira (04) no ginásio de esportes da Unisul, em Biguaçu. O enterro será às 15h30min no cemitério São Miguel, na mesma cidade da Grande Florianípolis.

Os corpos do casal Fabiano de Souza (41 anos) e Débora Muniz Nascimento de Souza (38); dos filhos Felipe Nascimento de Souza (13) e Karoliny Nascimento de Souza (14); além de Jonathas Nascimento(30), irmão de Débora, e sua esposa, Adriane Kruger (27) chegaram na noite desta segunda-feira (03) a Florianópolis em dois voos comerciais da Latam.

Velório reuniu parentes e amigos no ginásio de esportes da Univali em Biguaçu | Foto Ewaldo Willerding/OCPNews

As seis pessoas morreram no dia 22 de maio, na capital chilena, por intoxicação por monóxido de carbono em um apartamento alugado onde estavam hospedados. Apesar de o laudo sobre as causas das mortes indicar a intoxicação, a perícia ainda não apresentou o parecer final sobre como aconteceu a tragédia.

A maior suspeita é de que o sistema de aquecimento de água estava com defeito e o vazamento do monóxido de carbono teria afetado a família, já que todas as janelas estavam fechadas por conta do frio.

Família foi encontrada morta no dia 22 de maio, na capital chilena, por intoxicação por monóxido de carbono em um apartamento alugado onde estavam hospedados | Foto Reprodução Facebook

Por determinação da família, a imprensa terá acesso limitado nas primeiras horas do velório. A partir das 14 horas haverá um celebração feita pelo padre da paróquia local e por um pastor da igreja adventista.

Quer receber as notícias no WhatsApp?