Com uma proposta de serem vozes ativas dentro das escolas, centenas de crianças e adolescentes da rede municipal de ensino de Florianópolis participaram do IV Encontro de Grêmios Estudantis promovido pela Prefeitura da Capital.

O evento pode ser considerado um dos maiores do Brasil, contando com 24 Grêmios formados ou em processo de formação.

Durante a manhã e a tarde desta terça-feira (5) houve palestras, oficinas e relatos de experiência na Escola Básica Municipal João Gonçalves Pinheiro, no Rio Tavares, para 500 pessoas.

Encontro reuniu cerca de 500 pessoas | Foto Cristiano Andujar/PMF

Seis representantes de unidades educativas compartilharam seus conhecimentos sobre criação, articulação, planejamento e atividades dos grêmios. Além disso, oficinas sobre expressão, autogestão e rádio comunitária foram ofertadas.

Universo Jovem e Por Todos Nós

Maria Luiza Nunes Alves tem 14 anos, está no 8º ano do ensino fundamental na Escola João Gonçalves Pinheiro. Ela é um dos nove integrantes do Grêmio Universo Jovem. A liderança, segundo Maria Luiza, se dá de forma coletiva.

Conforme a necessidade da escola, diz, e o que é discutido em reuniões, o grupo pensa em melhorias para todos. “Por exemplo, a criação de uma rádio está nos nossos planos”, conta a estudante.

Maria Luiza e Francielly participam do encontro | Foto Cristiano Andujar/PMF

Na Escola Básica Municipal Osmar Cunha, em Canasvieiras, surgiu o Grêmio Por Todos Nós, do qual pertence a estudante do 9º ano Francielly Campos Dias, de 14 anos. “Junto com a direção escolar e atendendo o desejo de outros estudantes, conseguimos estabelecer propostas, como campanhas de prevenção, torneios, e também ajudamos a proporcionar para a escola um ambiente mais agradável para todos”, afirma.

Atividade-cidadã

Joel Benin, nos anos 1990, foi presidente da União Catarinense dos Estudantes Secundaristas, em Santa Catarina, e presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas. Ele fez uma palestra para os presentes na Escola João Gonçalves Pinheiro.

Joel Benin contou sua experiência | Foto Cristiano Andujar/PMF

De acordo com Benin, o grêmio é o núcleo que pode lançar os jovens a participarem mais ativamente da vida política do país.

“A juventude participou dos principais momentos de transformação política no Brasil, seja lá na luta pelo “petróleo é nosso”, contra a ditadura militar, na constituinte, na conquista do voto aos 16 anos na década de 1990, na luta contra o aumento das mensalidades das escolas particulares e em defesa da educação pública”.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger