Resolver problemas e apresentar soluções inovadoras. Este foi o desafio proposto a 56 estudantes da Aprendizagem Industrial no Grand Prix SENAI de Inovação, realizado nesta quarta (13) e quinta-feira (14) em Blumenau.

O objetivo do Grand Prix é fazer com que os alunos busquem as melhores soluções para a indústria blumenauense. Para isso, eles receberam uma demanda real de uma das mais significativas empresas de Blumenau, a Cia Hering.

Para chegar ao resultado, os estudantes, que atuaram divididos em equipes, passaram por diferentes etapas do Grand Prix. No primeiro dia do evento os times desenvolveram um Mapa de Empatia - que identifica o cliente que está em busca da solução -, delimitaram as ideias e criaram um modelo com a proposta de valor.

No segundo dia, os estudantes desenvolveram um protótipo e apresentaram a ideia à banca de jurados, formada por professores do SENAI, representantes do Centro de Inovação de Blumenau (CIB), da empresa que propôs o desafio e de startups da região.

Os vencedores

A proposta vencedora foi conhecida no final da tarde desta quinta-feira (14) foi da equipe “Butter Blue”, formada pelas estudantes Ana Carolina Garcia Camargo, Beatriz Ribeiro de Castro, Julia Grazielle de Sá Santos, Larissa Deschamps e Layza Berto.

Os estudantes premiados receberam os certificados das mãos da gerente executiva do SESI/SENAI/IEL Vale do Itajaí, Silvia De Pieri, e do vice-presidente regional da Fiesc para o Vale do Itajaí, Ulrich Kuhn. “Todos vocês já são vencedores, mas o que é gratificante é ver jovens como vocês discutindo problemas tão complexos como esse que foi apresentado, que muita gente com experiência não consegue encontrar essas soluções. Levem isso para a vida de vocês”, declarou Kuhn.

As vencedoras ganharam uma visita técnica a Cia. Hering direcionada especialmente a elas, além de um jantar e um kit com brindes personalizados. A gerente executiva do SESI/SENAI/IEL Vale do Itajaí, Silvia De Pieri, destacou que o Grand Prix SENAI de Inovação tem o objetivo de colocar os alunos em contato com demandas reais da indústria, com as quais eles vão se deparar ao longo das carreiras que almejam desenvolver.

“Os desafios que eles encontram aqui são questões que eles vão encontrar nas empresas onde vão atuar, então essa vivência, esse desafio de propor uma solução em um tempo tão pequeno, é importante para que eles entendam as necessidades do mercado e saibam como vão lidar com elas”, concluiu.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.