Entender na prática as etapas de construção dos foguetes, suas funcionalidades nos lançamentos espaciais e a importância da aerodinâmica, são aprendizados proporcionados pela Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG). Os estudantes iniciaram o projeto construindo seus próprios foguetes nos Clubes de Astronomia, nas escolas municipais de Criciúma, e já estão realizando as etapas de lançamentos nas escolas e proximidades, entre essa semana e semana que vem.

Conforme a coordenadora dos clubes, Karine Luiz Calegari Mrotskoski, quatro escolas já lançaram seus foguetes e, outras 12 escolas farão os seus lançamentos na próxima semana. "As equipes com os melhores foguetes representarão o Clube de Astronomia da escola no dia 6 de julho, no evento promovido pela Secretaria Municipal de Educação, em local amplo, a ser definido pela comissão organizadora", ponderou.

Mostra Brasileira de Foguetes

De acordo com a professora do projeto, Vanessa Medeiros, as atividades praticadas na Mostra Brasileira de Foguetes e pelos Clubes de Astronomia proporcionam a interação de estudantes de diversas turmas. "Nossos alunos conseguem sentir a experiência de competir e se divertir, sempre relacionando a diversão com conceitos de Astronomia e outras ciências na prática", destacou.

Já conforme o Secretário de Educação, Miri Dagostim, esses projetos são pensados com o objetivo de sempre unir a diversão com os estudos científicos nas escolas. "A prática dos lançamentos proporciona momentos de muita expectativa e movimentação nas escolas, despertando a curiosidade dos estudantes, inclusive de outras turmas que não estavam participando do evento", ressaltou.

Astronomia nas escolas

Os estudos dos astros nas escolas são praticados nos Clubes de Astronomia. O projeto é voltado para estudantes de sétimo e oitavo ano e acontece nas escolas da rede municipal de ensino durante o período vespertino, no contraturno escolar. Buscando sempre incentivar o gosto pela ciência através dos fenômenos astronômicos presentes no universo.