O jovem estudante Matheus Dutra dos Santos, de 18 anos, (segurando o diploma na foto) do bairro Comerciário, em Criciúma, vem sendo motivo de orgulho para sua família, amigos, conhecidos e, claro, para a cidade, depois da divulgação da nota do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem.

Ele atingiu 900 pontos na redação - o máximo são 1 mil pontos - sendo destaque nacional pelo ótimo desempenho numa das etapas mais temidas, e difíceis, do certame.

O tema da redação do Enem 2019 foi "Democratização do acesso ao cinema no Brasil".

Para se ter uma ideia, somente 53 estudantes em todo Brasil atingiram a nota máxima.

Participantes

Foram 3,9 milhões de participantes no exame.

Deste número, 143.736 zeraram a redação.

Os maiores percentuais de motivos para nota zero foram: redações em branco (56.945), fuga do tema (40.624) e cópia do texto motivador (23.265).

Como não poderia ser de outra forma, o estudante criciumense "Destaque do Enem" contou, em forma de redação, como foi sua trajetória até então, seus próximos desafios e, claro, agradeceu a todos as pessoas a sua volta que ajudaram a construir o início dessa história de sucesso.

Boa sorte, Matheus! É só o começo.

Confira

“Inicialmente, meu plano como estudante do ensino médio, consistia em finaliza-lo e logo adentrar em uma faculdade de história, no entanto, isso logo veio a mudar, quando entre duas das minhas paixões, vieram conflitantes entre si: escrita e história. Então optei pelo jornalismo, ao qual esforço-me para ingressar no campos da universidade federal de Florianópolis. Estudei muito, para estar onde estou. Fui aluno do pelotão esperança, como o próprio nome já o diz, me deu uma vasta esperança e uma direção em minha vida, sendo que, após lá estudar, deram-me uma bolsa de estudos no colégio Madre Teresa Michel, de Criciúma, pelo mérito de melhor aluno. Desde então, não parei, escrevi crônicas, devorei livros, realizei pesquisas diversas, essas que em tempos atrás nem me passavam pela cabeça e graças ao Ensino Médio Senai Conecte, pude receber uma melhor visão de mundo. Sinceramente, esta minha nota não alegrou-me da maneira ao qual esperava, sendo que meu objetivo era atingir nota máxima. Tenho 18 anos agora e pretendo não só cursar a faculdade de jornalismo, como também de história e administração, pois afinal, a mudança deve partir de um ponto sólido, e nós ao qual somos chamados de juventude, temos tamanha responsabilidade como cidadãos da nação e do mundo. Apenas o esforço, estudo e dedicação plena, podem levar alguém adiante, e isso aprendi desde cedo com pessoas sublimes que me mostraram tal caminho, tanto como minha mãe, Migmary Dutra dos Santos, meu tio Cristiano Moraes, Sargento Marttinello do pelotão esperança, professora Nina, Professora Janaina, Cordenador do Senai Conecte Rodrigo Brandeleiro e dentre muitos outros, ao qual devo sim meu agradecimento”.