A partir de 1º de abril começa a distribuição de vacina contra a influenza (gripe) aos Estados. De acordo com o Ministério da Saúde, as vacinas serão enviadas em seis remessas. A entrega aos municípios, por sua vez, é responsabilidade dos Estados. Nas três primeiras remessas (1º a 15 de abril), serão emitidos 25,6 milhões de doses, que correspondem a 48% do total a ser enviado para a campanha deste ano. A partir do recebimento das vacinas, os Estados poderão definir estratégias de contenção, conforme suas análises de risco, para a vacinação da população-alvo. A campanha será realizada do dia 30 de abril a 20 de maio, sendo o dia 30 a data de mobilização em todo o Brasil. O objetivo é reduzir as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus na população alvo da campanha, como gestantes, idosos e pessoas com comorbidades, as quais têm mais risco de adoecer. O Ministério da Saúde reforça que, além da vacinação, a população deve adotar atitudes de prevenção para evitar a infecção por influenza. Medidas de higiene, como lavar sempre as mãos e evitar locais com aglomeração de pessoas, o que facilita a transmissão de doenças respiratórias, são necessárias.