Durante pronunciamento nesta sexta-feira (3), o governador Carlos Moisés detalhou o planejamento da Secretaria de Estado da Saúde para o enfrentamento da pandemia.

O Estado trabalha com a meta de alcançar o número de até 2.500 leitos de UTI. Entre a rede própria e hospitais contratualizados, esse número era de 801 em março.

A estes 801 serão adicionados 713, fruto da política de expansão da rede. Há ainda o plano de contingência para a ativação de outros mil leitos deste tipo.

O plano prevê a contratação de leitos em unidades privadas, uma vez que as cirurgias eletivas estão suspensas no estado. Um levantamento está sendo realizado pela Saúde e já estão ocorrendo as primeiras contratações.

Quando toda essa rede estiver funcionando, a expectativa é que Santa Catarina passe a contar com 3,52 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes (contra 1,58 atualmente).

Segundo o governador, no auge da pandemia, a Itália necessitou de proporção de 2,4 para 10 mil habitantes, mas contava com apenas 1,5 para cada 10 mil pessoas.

 

Foto Studio OCP

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul