Literatura brasileira, poesia e música. A partir da segunda quinzena de maio, escolas de Blumenau recebem o projeto Versos En’Cantados. Uma apresentação em formato vídeo-arte e palestra-show, com uma descrição do contexto histórico da vida e obra de 13 poetas brasileiros, do período barroco ao pós-modernismo. O vídeo-arte Versos En’Cantados terá uma hora e meia de duração, contará com audiodescrição e o projeto terá também material impresso em braile para associados da ACEVALI, como contrapartida social.

A produção do vídeo-arte conta com o professor de Literatura e Língua Portuguesa, Michel Jacques, no vocal; com Rafael Leandro, na guitarra; Clei Anderson, na bateria; e Jairo Adriano, no contrabaixo e como diretor musical. A produção musical, mixagem, captura de áudio, vídeo e fotografia é assinada por Victor Cezar Nunes, e a audiodescrição é de Mara Rubian Matteussi Garcia Kortelt. As escolas participantes são: EBM Gustavo Richard, EBM Quintino Bocaiúva, EBM Pastor Fauhlhaber, EBM Gal. Lucio Esteves, além da Associação de Cegos do Vale do Itajaí (ACEVALI).

“Em cada fase literária, as obras serão musicalizadas em diferentes estilos, conforme a intenção emocional proposta por cada uma das 13 poesias citadas. Através da fusão das duas linguagens, literatura e música, pretendemos potencializar a possibilidade de interpretação, bem como eliminar a barreira de rejeição que os jovens nas escolas públicas têm com a literatura brasileira, e possibilitar o acesso deste projeto aos deficientes visuais da ACEVALI”, comenta o artista Rafael Leandro.

O projeto Versos En'Cantados surgiu em 2010 e desde então soma mais de 200 apresentações. “A vontade de dar continuidade ao projeto Versos En'Cantados dá-se ao perceber a carência dos jovens quanto à valorização da literatura nacional, mesmo sendo um projeto que já circulou há anos atrás, hoje temos novos alunos nas salas de aula que também precisam e têm direito ao ensino que se preocupe de fato com o conteúdo curricular apresentado”, explica o artista e idealizador do projeto Michel Jacques. “É uma forma de instigar os alunos a interpretar os fatos sócio-políticos e culturais por meio da conscientização das obras dos pensadores e poetas brasileiros que retratam a realidade do nosso país”, complementa o vocalista.

“Os professores irão trabalhar com o vídeo-arte em sala com os alunos e farão atividades relacionadas ao conteúdo do vídeo. No projeto vamos utilizar também a arte de marionetes, com o personagem Cruz e Souza, no intuito de despertar a atenção e interesse das crianças e jovens; e agregando, além da música e literatura, a arte da manipulação de bonecos”, conclui Rafael Leandro.

O projeto Versos En'Cantados, de Rafael Leandro de Souza, é viabilizado pelo 2º Prêmio Herbert Holetz do Fundo Municipal de Apoio à Cultura de Blumenau, edital 004/2019. Acompanhe as novidade pelo www.instagram.com/versosencantadosoficial

CONFIRA OS POETAS E AS OBRAS CITADAS EM VERSOS EN’CANTADOS
Período Barroco: Gregório de Matos (1623 - 1696), obra: Epílogos
Arcadismo: Tomás Antônio Gonzaga (1744-1810), obra: Lira XXIII
Romantismo/Geração Nacionalista: Gonçalves Dias (1823 - 1864), obra: Canção do Exílio
Romantismo/Geração mal-do-século: Álvares de Azevedo (1831-1852), obra: Um Cadáver de Poeta
Romantismo/Geração condoreira: Castro Alves (1847-1871), obra: A Canção do Africano
Parnasianismo: Olavo Bilac (1865-1918), obra: Via Láctea
Simbolismo: Cruz e Sousa (1861-1898), obra: Inefável
Pré-Modernismo: Augusto dos Anjos (1884-1914), obra: Versos Íntimos
Modernismo/1ª fase (Geração de 20): Mário de Andrade (1893-1945), obra: Moça Linda Bem Tratada. E, Manuel Bandeira (1886-1968), obra: O Bicho
Modernismo/2ª fase (Geração de 30): Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), obra: As Sem-razões do Amor; e Cecília Meireles (1901-1964), obra: Motivo
Modernismo/3ª fase (Geração de 45)/Pós-modernismo: Mário Quintana (1906–1994), obra: Canção do Dia de Sempre.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.