A Escola Municipal Professor José Antônio Navarro Lins, em Joinville, é a primeira escola da rede municipal de ensino a participar de um projeto piloto de educação em direitos humanos. A intenção foi incluir o tema na matriz curricular das disciplinas e dissolver o assunto entre o conteúdo já existente nas aulas. O projeto Educar Direitos Humanos é realizado pelo Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos (IDDH) em parceria com a Secretaria de Educação e a Univille. De acordo com a diretora executiva da Secretaria de Educação, Sonia Fachini, nos últimos anos foram realizadas capacitações com professores, orientadores e coordenadores pedagógicos sobre os diversos temas dos direitos humanos. “Neste momento, estamos fortalecendo esse trabalho já realizado, tendo com norte a Base Nacional Comum Curricular, que será o documento orientador na construção dos currículos da educação básica”, explica. A coordenadora executiva do IDDH, Fernanda Brandão Lapa, realizou uma oficina com professores História, Ciências, Geografia e Educação Física do 6º ano da escola. “Eles apresentaram como irão desenvolver sua própria matriz curricular adequando o conteúdo de cidadania e direitos humanos”, explica. Desde o início deste ano, toda equipe escolar participou de momento de sensibilização sobre o tema. Segundo Fernanda, o projeto é o pioneiro no país nessa área. “Estou em contato com o MEC e disseram que somos os primeiros a fazer a inserção nessa competência.” Ainda para a secretária executiva do IDDH, a fase do Ensino Fundamental Anos Finais é o período ideal para trabalhar os temas que envolvem os direitos humanos. “É a melhor faixa etária para potencializar valores como respeito, direito à igualdade e a não-violência”. O resultados das capacitações e novo modelo de matriz curricular nas disciplinas vão ser apresentados no 17º Seminário Regional Educação para a Cidadania e II Educar Joinville, que será realizado nos dias 26 e 27 de outubro de 2017, em Joinville.