Aconteceu na manhã desta quarta-feira (27), na escolinha desativada da Vila Chartres, próximo de Santa Luzia, a primeira reunião – após a concessão de uso - com representantes da Associação do Clube de Mães, dos moradores da região da Vila Chartres, da vereadora Nina Santin Camello e do voluntário mantenedor do local Honório Tomelin.

A escola já foi administrada pelo Município e foi desativada devido ao pequeno número de alunos. Atualmente sua área era mantida voluntariamente pelo empresário Honório Tomelin e agora passa a ser de responsabilidade da Associação de Clube de Mães.

Foto: Divulgação

A concessão de uso foi feita pelo Estado por meio da Lei 18.466/2022, assinada pelo governador Carlos Moisés da Silva no dia 12 de julho, por ser a associação uma entidade com fins sociais e declarada de utilidade pública.

O ato tem como finalidade a execução de atividades voltadas à preservação, à manutenção e ao incentivo do artesanato local. Auxiliará da socialização da comunidade com cursos, agendas gastronômicas, entre outras atividades, como explica Tomelin.

As atividades da Associação devem começar em breve no local e uma reunião com o padre da Igreja São João, próxima do local, já está agendada, para incentivar a participação da comunidade.