Projetos que aliam economia e preservação ambiental são visados no mundo todo e, cada vez mais, as opções de fontes renováveis de energia vêm sendo estudadas e desenvolvidas. Em Jaraguá do Sul, com o apoio do setor privado, a Igreja Matriz São Sebastião está sendo inserida neste contexto. Assim como o Centro Cultural da Sociedade Cultura Artística (Scar), a matriz também foi contemplada com painéis solares, o que representará uma economia de aproximadamente R$ 9 mil na conta de luz ao ano. Segundo o pároco local, Diomar Romaniv, a preocupação com a sustentabilidade também foi determinante para implantação do sistema, já que a igreja vem mostrando preocupação com o tema por meio das Campanhas da Fraternidade. Utilizando-se de recursos não esgotáveis, como a radiação solar, os ventos, a energia hidráulica, a biomassa, entre outros, as fontes renováveis de energia são extremamente importantes justamente pelo seu papel na preservação do meio ambiente, capacidade de regeneração e favorecimento econômico. Além disso, permitem reduzir a emissão de CO2, tornando o ar mais limpo e diminuem a dependência energética da sociedade frente aos combustíveis fósseis, conduzindo à pesquisa de novas tecnologias que permitam melhorar a eficiência energética. Por estes e outros motivos, é imprescindível que entidades e instituições possam contar com essa tecnologia, especialmente se levarmos em conta que no Estado de Santa Catarina a radiação solar é extremamente favorável. A energia solar não polui, o sistema é de longa duração e necessita de manutenção mínima. No entanto, requer um investimento maior, o que impossibilita, em muitos casos, sua implantação. Mas, com o apoio de parceiros, é possível conquistar esse benefício, um dos menos agressivos à natureza. O planeta certamente agradece.