O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o edital com informações
acerca do período de justificativa de ausência do Enem 2020. Segundo o edital, a justificativa para não ter
comparecido aos dias de provas, bem como a solicitação de isenção da taxa de inscrição para o Enem 2021,
deverá ser feita de 17 a 28 de maio.

Para justificar a ausência é preciso acessar a página do participante, preencher alguns dados pessoais, escolher
entre as opções o motivo da ausência e anexar os documentos comprobatórios. As solicitações serão analisadas
pelo Inep e o resultado será divulgado em 9 de junho. Já o prazo para recurso será de 14 a 18 de junho e o seu
resultado será publicado em 25 de junho.

Deve justificar a ausência no Enem 2020 o participante que teve concedida a isenção da taxa de inscrição, mas
não compareceu nos dois dias de prova. Quem estiver nesta condição e não realizar o procedimento ou tiver a
solicitação negada, caso ainda queira participar da edição de 2021 terá que pagar a taxa de inscrição.
Assim como vem acontecendo nas últimas edições do exame, mesmo com a aprovação da justificativa de
ausência ou isenção do pagamento da taxa, os candidatos devem retornar ao sistema do Enem 2021 no período
indicado pelo Inep para realizar a inscrição no exame.

As notas individuais obtidas no Enem podem ser usadas para acesso à educação superior, no Brasil e em
instituições de Portugal, e em programas governamentais de financiamento e apoio ao estudante, como
Programa Universidade Para Todos ( Prouni ), Financiamento do Ensino Superior (Fies) e Sistema de Seleção
Unificada (Sisu).

Casos possíveis para justificar ausência no Enem
Assalto ou furto
Acidente de trânsito
Casamento ou união estável
Morte na família
Maternidade
Paternidade
Acompanhamento de cônjuge ou companheiro
Privação de liberdade
Emergência, Internação, repouso médico ou odontológico
Trabalho
Deslocamento a trabalho
Intercâmbio acadêmico
Atividade curricular

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp