O estresse é uma realidade constante na vida contemporânea. Vivemos preocupados com o futuro e com o passado, com empregos, contas, relacionamentos, possibilidades, crime e política - e por muitas vezes, estas preocupações acarretam doenças ou se externam em forma de violência.

Focar no presente e combater o desequilíbrio causado por essa constante preocupação com o que já se foi e o que está por vir: este é o foco do livro "Momento Presente", do engenheiro, empresário e professor João Ricardo Paiva Iamin.

Leia mais: Ações alertam população sobre desligamento do sinal analógico de TV

"Tive que me  afastar do trabalho por uma semana por conta de estresse, e isso me levou a refletir muito sobre a vida, dado que algo tão aparentemente menor como o estresse pode acarretar até na morte", explica.

De sua experiência com o estresse agudo e a constante convivência com o estresse crônico, Iamin entrou em uma jornada de autoconhecimento que o levou aos vários métodos expostos nas páginas da publicação.

O livro foca em dois eixos: o autoconhecimento e o como lidar com o estresse - duas coisas que estão diretamente relacionadas.  "A vida faz cada vez menos sentido, não paramos para nos perguntar o porquê de fazermos as coisas, só as fazemos", diz.

Metodologias para aliviar o estresse

"O estresse é um estado de desequilíbrio da mente e do corpo. Sem interferência o corpo se cura, mas nossa vida hoje está sujeita a fontes de estresse que, para o corpo, são tão reais quanto ameaças à sua vida", explica.

Pensando nisso, o livro traz métodos de "senso percepção" para abordar o seu estado de estresse, reconhecer as alterações no seu organismo e as contrapor. "São exercícios de respiração, de postura, de pensamento, métodos de autoconhecimento, que visam equilibrar o organismo", conta.

Assim como uma atividade física para aperfeiçoar o corpo, estas atividades de senso-percepção não são imediatistas e exigem prática para tomar consciência do seu estado e colocar o corpo em equilíbrio.

Todas essas técnicas foram testadas por experiência própria, vividas e provadas. "Temos que encontrar o que funciona conosco e pôr em prática", diz.

Iamin ressalta que é importante ter consciência de como o estresse altera o organismo e de quando se está estressado.

"O corpo é como um copo que o estresse está enchendo. Se não for gerenciado, uma hora vai transbordar, seja somatizando na forma de uma úlcera ou doença, ou em uma explosão de violência", alerta.

Segundo Iamin, temos socialmente uma tendência a "terceirizar" o controle sobre nossas vidas, depositando a responsabilidade por nossas escolhas em chefes,  líderes, religiões, normas e políticos.

"Cada ser tem que decidir o seu próprio caminho, sem depender das escolhas e orientações do outro", aconselha. Ao mesmo tempo, ele aponta que as pessoas desperdiçam energia pensando demais no passado ou no futuro, sem viver o presente.

Em qualquer hora e qualquer lugar

Dentre os métodos de autopercepção e combate ao estresse que constam no livro, alguns podem ser implementados de forma simples em qualquer hora e qualquer lugar, com resultados palpáveis em pouco tempo, conta o autor.

"São técnicas simples, que demandam pouco preparo e pequena duração, com alívio de sintomas e benefícios a longo prazo".

Estes métodos parecem banais à primeira vista, mas que dão resultados, segundo Iamin. Passam por automassagem - movimentando com as mãos partes cansadas, trazendo um alívio imediato, recomendada, por exemplo, para quem trabalha com computadores e está com a vista cansada - e pela postura e a respiração.

"Como já dizia Sidarta Gautama, o pensamento é o componente psicológico da respiração e a respiração é o componente fisiológico do pensamento, as duas coisas estão ligadas diretamente", explica.

O mais importante, no entanto, é a consciência do que nos ocorre, o que é um trabalho de continuidade. "Se nós observarmos o que ocorre conosco, como nosso corpo responde ao estresse, e ajustarmos nossa respiração e nossa postura, isso já traz resultados", frisa.

Serviço

  • O que: Lançamento do Livro "Momento Presente", de João Ricardo Paiva Iamin;
  • Onde: Livraria Grafipel, na rua Quintino Bocaiúva, 42, Centro;
  • Quando: dia 21, sábado, às 10 horas;
  • Preço do livro: R$ 35.

Quer receber as notícias no WhatsApp?