O Hospital Santo Antônio de Guaramirim passou por mudanças ao longo de 2019 e a principal delas foi a chegada do Instituto Santé à frente do gerenciamento.

Desde que a entidade formalizou a atuação na unidade de saúde, há cerca de seis meses, houve evolução expressiva nos números, principalmente, aqueles relacionados à economia.

Conforme o diretor, Valmor Busnello, o hospital teve uma redução de gastos próxima aos R$ 800 mil. “Ela foi obtida através da diminuição de desperdícios, de renegociação com fornecedores e prestadores de serviços e de readequação do quadro de pessoal”, destaca.

A partir de agora, a direção ainda projeta outras melhorias no resultado econômico, ampliando o faturamento. A estimativa é que o crescimento da receita mensal chegue a R$ 100 mil.

 

 

Entre as melhorias, Busnello ainda enfatiza a aquisição de novos equipamentos e instrumentais para cirurgias e para melhorar o conforto dos pacientes, além da criação da Ouvidoria do HSA.

A partir dela, os pacientes e familiares podem registrar queixas, elogios, críticas e sugestões. O canal está à disposição dos usuários em horário comercial, no próprio hospital.

Em termos de atendimento, ao longo do primeiro semestre de atividades no Hospital Santo Antônio, o Instituto Santé contabilizou a passagem de 50 mil pacientes pela unidade.

Dentro desse número, em torno de 34 mil procuraram o Pronto Atendimento, cerca de mil buscaram internações cirúrgicas, dez mil se submeterem a exames de raio-x e cinco mil a exames de ultrassom.

Com informações da assessoria de imprensa

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger