Agosto contabilizou, somente em Criciúma, 35 mortes devido à Covid-19.

Até dia 31 de julho, a cidade somava, desde o início da pandemia, 31 óbitos pelo novo coronavírus.

O mês de agosto fechou, então, com mais mortes pela Covid do que os meses anteriores somados, sendo que o primeiro caso ocorreu em 1º de abril, vitimando o empresário Evaldo Stopassoli, aos 73 anos.

Em média, para mais, agosto teve uma morte por dia relacionada ao novo vírus na cidade.

Conforme o último boletim emitido pela Vigilância Epidemiológica de Criciúma, a cidade, hoje, contabiliza 69 óbitos devido à pandemia.

Pico

Agosto foi, até o momento, o mês que registrou o pico da Covid-19.

Em número de novos casos, foram 2.305 confirmados, também faltando pouco para o dobro do total até então registrado. Agosto encerrou com 5.018 notificações de infectados pelo novo coronavírus. Até fechar julho havia 2.713 confirmações.

Em 31 de julho eram 1.371 casos ativos. Em 31 de agosto, Criciúma estava com 2.917, mais que o dobro.

Foi ainda o mês que registrou recorde no número de hospitalizados, com 128 internados devido à Covid-19, ou suspeita, no dia 13, número mais alto registrado até então desde o início da pandemia.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul