Alunos da rede estadual de ensino já começaram a receber o kit de alimentação da Secretaria de Educação. Ele é destinado a estudantes com familiares cadastrados no Bolsa Família.

Por meio do cadastro oficial do programa e, em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social, famílias nesta condição já estão sendo chamadas por região para receberem o kit.

A primeira etapa de entregas vai até o dia 30 e os alunos beneficiados devem aguardar o chamado da escola. São 50 mil kits de alimentos destinados a estes estudantes, de acordo com o critério de carência, devido ao período de isolamento social e suspensão de aulas no combate ao coronavírus.

Estoques de alimentação escolar que já haviam sido adquiridos pela SED, disponíveis em seis centrais de distribuição pelo estado, atendem a esta primeira etapa da logística.

A segunda etapa será a maior em número de atendimentos, extensiva a toda a rede, hoje com 540 mil estudantes matriculados nas escolas estaduais, incluindo todas as modalidades de ensino.

As entregas para beneficiários Bolsa Família começaram por Chapecó, Joinville, Joaçaba e Xanxerê e devem ser realizadas desta até a próxima semana na Grande Florianópolis e demais regiões do Estado.

Cada kit alimentação contém: 1,5 litro de suco integral de fruta sem açúcar, 1 litro de leite UHT, 2 quilos de arroz, 1 quilo de feijão, 1 quilo de farinha (mandioca ou fubá) e 1 quilo de biscoito caseiro. De acordo com os itens disponíveis no estoque de determinadas regiões, o conteúdo pode ter variações.

Retirada é feita com carteirinha ou código no smartphone

Nas escolas, os pais e responsáveis levam a carteirinha do estudante ou acessam no smartphone o aplicativo Estudante On-line, com o código (QR code) aberto. Tablets e smartphones registram a entrega.

O sistema foi implantado em 2019 na alimentação escolar dos alunos, agilizando o registro e o atendimento ao estudante. No caso de a família não ter as opções na hora da busca, a escola disponibiliza o número de matrícula e pede a assinatura de um protocolo de recebimento.

A logística de entrega dos produtos envolve transportes da SED, equipes das 36 Coordenadorias Regionais de Educação, servidores que atuam na gestão escolar e seis centros de distribuição regionais, da secretaria e das empresas terceirizadas que preparam a alimentação escolar em período letivo normal.

No momento atual, estas empresas atuam na separação dos alimentos em kits e no transporte até as escolas.

 

Com informações da assessoria de imprensa

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul