Para contribuir e orientar as escolas municipais de Criciúma como prosseguir com o atendimento dos alunos estrangeiros, a Secretaria Municipal de Educação idealizou e produziu uma cartilha orientativa para as unidades. O material estará disponível nas escolas a partir de segunda-feira (10) e conta com orientações para o acolhimento, matrícula, emissão de documentos e ações pedagógicas.

“As famílias dos alunos estrangeiros sempre buscam as escolas sem os documentos traduzidos. A unidade acaba tendo muitas dúvidas, acerca da enturmação do aluno, da condução das aulas e realização da matrícula, por exemplo. Então, a secretaria pensou em elaborar um documento para que a escola possa fazer uma consulta imediata. A legislação do nosso país garante o acesso à educação, sendo o aluno estrangeiro ou não”, ressaltou a coordenadora pedagógica, Lívia da Silva.

A iniciativa faz parte de três ações voltadas aos estudantes estrangeiros, intitulada ‘Novos caminhos’. Além da entrega das cartilhas, o aluno também terá aulas de Língua Portuguesa no contraturno. “Também contratamos dois professores que lecionarão para os nossos alunos estrangeiros. Os dois profissionais estão visitando as unidades para conhecerem a realidade de cada aluno. A escola é um local de acolhimento e devemos proporcionar isso a todos os nossos alunos e famílias”, ressaltou o secretário municipal de Educação, Miri Dagostim. A previsão do início das aulas é 17 de maio.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp