Desde que o presidente Jair Bolsonaro foi internado devido a complicações no intestino decorrentes da facada que levou em 2018 e um soluço persistente, algumas teorias sobre o estado de saúde e as causas da internação surgiram na internet, até foi cogitado uma cirurgia de emergência. Mas recentemente, uma teoria ganhou força entre os apoiadores do político.

De acordo com mensagens que circulam pelas redes sociais, Bolsonaro teria sido envenenado. A prova disso estaria em um exame de sangue que teria detectado uma grande quantidade de chumbo.

Veja as duas versões que circulam pela internet

"Veja como Deus cuida dos seus. Levou Bolsonaro para o Hospital, e mostrou para todos, através de um simples exame de sangue, que tinha chumbo em seu sangue e estavam tentando envenena-lo. Agora os inimigos não entendem como vencer Bolsonaro e estão no mato sem cachorro. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos".

"Exames de sangue no Presidente Bolsonaro podem ter sido encontrado grandes quantidades de chumbo, sabemos que contaminação por chumbo é proveniente da alimentação e não por contato ao metal, se realmente isso aconteceu! é algo muito grave… Sangue de Bolsonaro contaminado com chumbo pode ser algo grave para saúde dele…".

Por mais que essa notícia seja falsa, muitas pessoas acreditaram e espalharam a informação pela internet, afirmando que de fato o presidente havia sido envenenado com chumbo. Porém, não existe provas de que o Bolsonaro tenha sido envenenado ou que haja um exame de sangue que comprove uma grande quantidade de chumbo no sangue. Pelo contrário, nenhum dos boletins médicos apontaram para o excesso do elemento no sangue do presidente.