Ela fica em um dos principais acessos da cidade, é estratégica para o escoamento da produção de Joinville e entrada de matérias primas para as indústrias, mas há muitos anos sofre com o vai e vem de pesados caminhões. A SC-101-A, rodovia que liga o quilômetro 34 da BR-101 ao Distrito Industrial de Joinville pede socorro. Quer receber as reportagens do Jornal de Joinville no WhatsApp? Basta clicar aqui Quem passa por ali percebe que a manutenção não é coisa frequente por parte do Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura). A sinalização é precária, iluminação pública praticamente não existe, e o que sobra são buracos e mais buracos sobre a pista. A rodovia tem quase sete quilômetros, e é formada pelas ruas Hans Dieter Schmidt e Avenida Edgar Nelson Meiter. De acordo com informações do superintendente Norte do Deinfra, Ademir Vicente Machado, o Governo do Estado quer revitalizar a estrada e fazer a duplicação, mas a falta de recursos tem inviabilizado a obra. “No ano passado, discutimos muito a questão da revitalização desta estrada conhecida também como eixo industrial. Com a participação da Associação Empresarial de Joinville fizemos a elaboração de um amplo projeto executivo para a obra, com um orçamento estimado em 50 milhões”, comenta Machado. Ele explica que a intenção era executar a duplicação com recursos da inciativa privada, que seria beneficiada com dedução de impostos. “Entretanto, o Tribunal de Contas vetou o projeto, alegando que tal medida não era possível de ser realizada por meio destas deduções fiscais. Agora estamos trabalhando para tentar viabilizar a obra. Até lá vamos fazendo a manutenção rotineira, mas sabemos que o que precisa é uma revitalização total”, finaliza Ademir Machado. Quer receber as reportagens do Jornal de Joinville no WhatsApp? Basta clicar aqui