Primeira morte por Gripe A este ano, em Santa Catarina, ocorreu em Florianópolis. Um homem de 72 anos, morreu em janeiro, contaminado pelo vírus influenza A, de subtipo H3N2. A Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado informou, ainda, que outros 95 casos de síndrome respiratória aguda grave, SRAG, já foram notificados. Desse total, 17 foram confirmados por influenza. 11 do subtipo A (H3N2), quatro por A(H1N1) e dois por Influenza B. Segundo o diretor da Dive/SC, Eduardo Macário, entre maio e agosto sobe o número de casos da doença e idosos e portadores de doenças crônicas são as principais vítimas do vírus. A orientação é para procurar o serviço de saúde nos primeiros sintomas de gripe. Lavar as mãos com frequência e evitar ambientes fechados são maneiras de prevenir a contaminação. A 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza deve começar ainda este mês. O dia “D” será em maio.