Você sabia que no dia 22 de julho é celebrado o Dia Mundial do Cérebro? De acordo com a World Federation of Neurology, a data serve para conscientizar as pessoas sobre a importância de manter o cérebro ativo, bem como a prevenção de doenças neurológicas, afinal, ele é um dos órgãos mais importantes do nosso corpo, capaz de controlar todas as nossas ações.

Raciocinar, pensar, desenvolver sentimentos e manter o corpo funcionando, todas estas funções são exercidas pelo cérebro, por isso mantê-lo ativo é tão importante. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1 bilhão de pessoas sofrem com doenças neurológicas. Mas afinal, quais as principais doenças que atingem a central de controle do corpo humano?

Conheça as principais doenças cerebrais e como prevenir

De acordo com a neurocirurgiã, Danielle de Lara, o número de doenças neurológicas é preocupante. Exemplo disso é que, de acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 100 mil pessoas por ano venham a óbito por conta do acidente vascular cerebral (AVC), conhecido popularmente por derrame cerebral.

Com o intuito de informar a sociedade sobre a prevenção de doenças neurológicas, Danielle de Lara lista abaixo as principais doenças cerebrais, bem como suas prevenções.

AVC: Atualmente, a doença é considerada uma das principais causas de mortalidade e sequelas no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. “A doença ainda atinge grande parcela da população idosa, mas tem aumentado também entre o público mais jovem. Entre os motivos podemos destacar a exposição precoce a fatores de risco como sedentarismo, pressão arterial elevada, diabetes, colesterol alto e obesidade, além do uso de cigarro e drogas ilícitas”, alerta.

Alzheimer: A doença é a forma mais comum de demência neurodegenerativa em pessoas de idade. A causa é desconhecida, mas acredita-se que seja geneticamente determinada. “O Alzheimer é um distúrbio cerebral irreversível e progressivo que afeta a memória e as habilidades do pensamento e, em alguns casos, a capacidade de realizar as tarefas consideradas simples. Ter hábitos saudáveis como praticar atividade física, boa alimentação, cessação do tabagismo, além do controle das doenças crônicas, como pressão alta, diabetes e colesterol alto, podem prevenir o aparecimento da doença”, explica.

Tumores cerebrais: Eles ocorrem quando há um crescimento anormal de células em alguma estrutura dentro do crânio. “Eles podem apresentar um comportamento benigno, sendo menos agressivo e de crescimento lento, ou um comportamento maligno, crescendo mais rápido. Os sintomas são vários, mas os principais são: dor de cabeça, tonturas, náuseas, distúrbios visuais, fraqueza, entre outros”, informa.

Parkinson: A doença é caracterizada por uma diminuição na produção de um neurotransmissor chamado dopamina que permite o bom funcionamento do corpo, transportando os impulsos nervosos de um ponto a outro e facilitando os comandos emitidos pelo cérebro para que cheguem até outras partes do corpo. “De início, os sintomas de doença quase não podem ser notados pelo paciente, mas com a sua evolução é preciso procurar ajuda médica. Entre os principais sintomas pode-se destacar tremedeiras, lentidão e diminuição na rapidez dos reflexos musculares, rigidez nas articulações, entre outros”, destaca.

“A melhor dica para evitar problemas cerebrais é manter bons hábitos de vida, como alimentação balanceada, baixo consumo de álcool, praticar atividades físicas, ler, estar com pessoas que gosta de conversar, manter um sono regulado, buscar sempre aprender coisas novas e manter um cérebro ativo”, conclui Danielle.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.