A movimentação dos alunos e o sino que ecoa pelo pátio do colégio Adelino Francener, no bairro Boa Vista, mostram que a rotina já voltou ao normal.

Desde o início do mês, os alunos da instituição retornaram às salas de aula. A escola ficou fechada por 10 dias após um deslizamento de terra registrado nos arredadores da unidade.

De acordo com a Defesa Civil de Jaraguá do Sul, a medida foi tomada por precaução para não colocar em risco a vida dos estudantes e funcionários.

A prefeitura estava apenas aguardando um laudo da Defesa Civil para tomar uma providência. O parecer foi encaminhado no dia 6 de fevereiro.

De acordo com a diretora, Andreia Pisetta Florentino, o laudo, enviado pela Defesa Civil de Florianópolis,  relata que a unidade não corre risco.

"O problema foi aos arredores da escola. O estrago maior foi em uma casa de baixo e em uma igreja que fica ao lado. Nós ficamos no meio disso tudo", explica.

Andreia ressalta que o laudo demorou para ser enviado, pois a Defesa Civil encaminhou a situação de todas as cidades da região que sofreram com as fortes chuvas. "A gente teve sorte, pois parou de chover. Se a chuva continuasse a história poderia ter sido diferente", comenta.

A diretora explica ainda que os 105  alunos só não voltaram anteriormente às salas de aula devido aos feriados prolongados. Por conta disso, os estudantes ficaram 6 dias em casa. Mas garante que as crianças não serão prejudicadas, e que a unidade deve iniciar a reposição das aulas neste sábado (30).

De acordo com Andreia, as aulas da manhã serão todas repostas, pois a grade é normal. As aulas da tarde, no entanto, não terão reposição, já que as atividades não influenciam na grade escolar. Neste período, as crianças praticam oficinas, como xadrez e atividades lúdicas.

Investimento de R$ 1 milhão

Mesmo não tendo sido atingida pelo deslizamento, a escola Adelino Francener irá passar por uma reforma em toda sua estrutura interna e externa, segundo o secretário Municipal de Educação, Rogério Jung.

Conforme explicou, a unidade terá novas salas de aula, aparelhos de ar-condicionado e ampliação na quadra de esportes. O valor total da obra, adianta o secretário, será de R$ 1 milhão.

"Ainda não temos previsão de quando as obras irão iniciar. Assim que terminarmos a planilha, poderemos afirmar [a data]", assegura.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?