Um boneco com tamanho real de um ser humano adulto do sexo masculino, capaz de simular respiração, pulsação e também situações clínicas como um acidente vascular cerebral, crise de asma, choques ou traumas.

É dessa forma que os estudantes de medicina da Furb (Universidade Regional de Blumenau) praticam de forma ativa o atendimento a casos de urgência e emergência no Laboratório de Simulação Realística, recém-instalado no campus 5.

O novo espaço traz inovação para a universidade proporcionando aulas que utilizem metodologias ativas de aprendizagem por meio de simulações reais em pacientes robóticos.

O Laboratório

O espaço é dividido em dois ambientes: de um lado são feitas as simulações nos robôs, e do outro, os alunos e professores recebem as imagens da ação ao vivo. Tudo para avaliar e discutir as condutas adotadas pelos colegas e estabelecer uma análise sobre o atendimento.

Para o professor da disciplina de Urgência e Emergência, Tarcísio Arcoverde, os futuros médicos terão que lidar com situações idênticas às simuladas no laboratório em sua vida profissional, o que qualifica ainda mais o ensino. O processo de aprendizagem inicia antes da simulação, para a qual os estudantes devem vir preparados.

“O aluno precisa ter estudado previamente o caso que será simulado para realizar a atividade e receber a avaliação do professor”, explica Tarcísio.

A intenção do Centro de Ciências da Saúde (CCS) é atender a todos os cursos da área com a nova estrutura.

Quer receber as notícias no WhatsApp?