Curso de costureiro gera mão de obra para indústria têxtil de Corupá e região

Curso de costureiro gera mão de obra para indústria têxtil de Corupá e região Curso de costureiro gera mão de obra para indústria têxtil de Corupá e região

Cotidiano

Por: OCP News Jaraguá do Sul

quarta-feira, 12:21 - 14/02/2018

OCP News Jaraguá do Sul
Laure Padilha Bueno, de 18 anos, viu nas aulas de costura uma oportunidade de quando concluí-las conseguir uma vaga em alguma das muitas empresas do ramo têxtil que existem em Corupá e região. Laure integra a turma de 28 alunos que desde de novembro do ano passado participa do curso de qualificação profissional para costureiro de máquina reta e overloque que é promovido numa parceria entre a Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação e o Senai de Jaraguá do Sul. As aulas são gratuitas e iniciaram no dia 8 de novembro e estão sendo realizadas na Escola Municipal São José (Centro de Corupá), das 13h30 às 17h30. O curso encerra nesta semana com a entrega de certificados para os participantes.
Aluna Laure Bueno (E sentada) do curso de costureiro com as professoras Maike Berns (E em pé) e Elisane Haas (D em pé) | Foto Prefeitura de Corupá/Divulgação
Segundo a secretária de Assistência Social, Jussara de Carvalho, o curso para costureiro teve uma boa procura em Corupá e trata-se de uma excelente oportunidade para quem busca uma vaga no mercado de trabalho. “O curso de costura do Senai é tão completo que logo que iniciou no ano passado já haviam empresas interessadas em empregar as pessoas que se formarem este ano”, comenta Jussara. Quer receber as notícias do OCP Online no whatsApp? Basta clicar aqui As professoras Elisane Haas e Mayke Berns, do Senai de Jaraguá do Sul, são responsáveis pelas aulas do curso de qualificação profissional para costureiro. Mayke é formada e pós-graduada em moda e Elisane está na faculdade da mesma área. “Estamos ministrando um curso bem completo para os alunos que têm além de apostilas completas, máquinas, fios e tecidos para aprender todos os passos da costura. As pessoas saem formadas para atuar em empresas do ramo têxtil”, destaca Mayke.
Sylvia Ritter, de 78 anos | Foto Prefeitura de Corupá/Divulgação
A turma do curso é bem eclética, tem de jovens a idosos e não só mulheres, mas também um rapaz que está frequentando as aulas. E o exemplo de que para aprender nunca é tarde vem de Sylvia Ritter, de 78 anos. Depois de trabalhar por muitos anos como auxiliar de escritório e estar aposentada há um bom tempo, Sylvia resolveu participar do curso de costureiro. “Sempre quis fazer um curso de costura para fazer reformas e roupas novas e agora tive esta oportunidade. Nunca é tarde para aprender”, conclui. *Com informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de Corupá
×