A jovem Camila Rosalino, de 29 anos, moradora da Próspera, tem mobilidade reduzida por conta da Mucopolissacaridose tipo IVa (Síndrome de Morquio), uma doença hereditária rara do metabolismo. Tal situação, faz com que situações do cotidiano não fiquem tão simples de serem realizadas. Após o incentivo de amigos nas redes sociais, Camila resolveu criar uma 'vaquinha on-line' para conseguir comprar uma scooter elétrica.

"Por conta disso, acabo me privando de algumas atividades devido ao cansaço e ter dores com facilidade quando ando demais ou fico muito tempo em pé. Meus amigos me incentivaram a fazer essa 'vaquinha' para comprar uma scooter elétrica. Hoje, os valores estão em aproximadamente R$ 7 mil", destaca a jovem.

Estudante da 8ª fase do curso de Psicologia da Unesc e assistente de departamento pessoal, Camila viu a situação ficar ainda mais complicada após o falecimento do pai, no último mês, já que ele era o responsável por levá-la aos lugares quando precisava. Agora, ela precisa contar com a ajuda de terceiros para ir aos lugares.

Anteriormente, Camila trabalhava na sede da empresa, mas quando o pai precisou passar por um tratamento contra um câncer, a jovem contou com a compreensão da empresa para trabalhar remotamente. No entanto, nos próximos dias ela deve voltar ao trabalho em formato presencial. Segundo ela, a scooter serviria para locomoção dentro da universidade e da empresa.

Como ajudar

As contribuições podem ser realizadas por meio de uma conta criada apenas para a arrecadação. Os interessados devem usar a chave PIX 48988547119 (Agência: 0001 | Conta: 74811496-3 | Banco: 380 - PicPay). Desde que iniciou a 'vaquinha', a jovem tem postado em seu perfil do Instagram (milarosalino) o extrato das doações.