Criciúma chegou a 650 mortes por Covid-19 nesta quarta-feira. Segundo a Vigilância Epidemiológica, a última vítima notificada foi uma mulher, de 74 anos, que não resistiu no sábado, em outro município.

Hoje também foi informada a morte de uma mulher, de 69 anos, que estava internada na UTI e faleceu ontem. Ela não tinha tomado nenhuma dose da vacina.

Nos primeiros 15 dias deste mês, a cidade registrou sete mortes por conta da pandemia, número bem aquém do mesmo período dos recentes meses anteriores.

Nos primeiros 15 dias de agosto, foram nove óbitos; em julho, 19 mortes e, nos primeiros 15 dias de junho, 41 óbitos.