Diversas famílias da Europa e dos Estados Unidos com crianças chamadas de Alexa estão pedindo para a Amazon alterar o nome do seu famoso produto de assistência virtual para outro nome "não humano".

De acordo com alguns familiares, as suas filhas estariam sendo alvo de bullying por possuírem o mesmo nome do dispositivo inteligente.

Foto: Reprodução.

Segundo O GLOBO, as famílias alegam que as crianças diariamente ouvem piadas envolvendo o seu nome. Os colegas das meninas as chamam por "Alexa" e emitem algum comando repetidamente, que é uma das funções da assistente virtual da Amazon.

Os pais também contam que até mesmo os professores fazem piadas com o nome, algo que tem afetado a saúde mental das crianças.

 

“Ela [minha filha] começou a não querer se apresentar por causa das piadas e da reação. Ela era e ainda é uma criança, mas os adultos achavam que não havia problema em fazer piada com ela. É devastador. A escola não ajudou e disse que ela precisava construir resiliência”, relatou uma mãe, em entrevista à BBC britânica.

 

Em decorrência do bullying, alguns pais resolveram alterar os nomes dos filhos, mas o trâmite varia de acordo com a legislação local. No Brasil, por exemplo, a lei de registros públicos impede a mudança de nome, para garantir a segurança jurídica.

A alteração do nome só é aceita em casos específicos, como a substituição do prenome por apelidos públicos notórios, mudança em razão da colaboração em algum crime quando houver ameaça decorrente do auxílio à Justiça e no primeiro ano após alcançar a maioridade civil.

A empresa Amazon se pronunciou sobre os protestos e afirmou que está "entristecida" com os relatos e que "acordes alternativos" estão disponíveis.

 

“Como alternativa a Alexa, também oferecemos várias outras palavras de alerta que os clientes podem escolher, incluindo Echo, Computer e Amazon. Valorizamos o feedback dos clientes e, como em tudo o que fazemos, continuaremos procurando maneiras para oferecer-lhes mais opções nesta área”, dizia o comunicado da empresa.

 

Alexa no Brasil

De acordo com o último censo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibge) em 2010, no Brasil, ao menos 1.493 pessoas foram registradas com o nome de Alexa.

Em Santa Catarina 33 pessoas receberem o nome de Alexa.