Em entrevista a Jovem Pan News de Criciúma o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, falou sobre temas relacionados a Covid-19 e a tão esperada vacina contra o vírus.

Segundo Motta, é necessário entender que a dose não será a "bala de prata" contra o vírus. "Primeiro a gente não pode tratar a vacina como a bala de prata, aquela que vai matar o monstro inimigo. Nós temos passos anteriores a dar. Nós temos que entender que a regra sanitária posta é clara e faz efeito", afirmou o profissional. O secretário afirma que o foco é entender que a doença é infectocontagiosa, passada de pessoas para pessoa e também pelo ar.

O Estado, segundo o secretário, tem preparado a logística para distribuir uma possível vacina. "A vacina está sendo estudada, são mais de 200 vacinas no mundo hoje" iniciou Motta. "O que o Estado está fazendo é preparar a logística para a vacinação", completou.

A expectativa é de que nos próximos dias seja divulgados o Plano Estadual de Vacina de Santa Catarina para 2021. O calendário inclui também as demais vacinas de rotina já realizadas. "Nós estamos quantificando e qualificando as equipes de vacinação. Estamos comprando insumos, como por exemplo já são quase 15 milhões de agulhas e seringas compradas pelo Estado", informou.

Ouça a entrevista na íntegra:

Jovem Pan News Criciúma · 10 - 12 - 2020 - Entrevista Secretário De Estado Da Saúde - André Motta Ribeiro

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp