A Secretaria da Saúde por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica confirma mais dois casos de reinfecção por coronavírus em Santa Catarina. Ao total, o Estado tem três casos confirmados.

O primeiro caso foi confirmado laboratorialmente em 31 de março, o paciente de 30 anos é residente do município de Lages - sem histórico de viagens - com confirmação positiva em setembro de 2020, com segunda infecção confirmada em fevereiro de 2021. Na primeira infecção foi identificada a linhagem B.1.1.28 e na segunda a Variante de Preocupação (VOC) P.1 do SARS-CoV-2, conhecida como a variante brasileira.

O segundo caso foi uma mulher de 37 anos, residente no município de Itaiópolis, com primeiro exame RT-qPCR em 12 de agosto de 2020, sintomática, e segundo RT-qPCR realizado em 19 de maço de 2021, sintomática.

O terceiro caso foi registrado no município de Balneário Piçarras, uma mulher de 21 anos, primeiro RT-qPCR em 25/09/2020, sintomática e segundo RT-qPCR 05 de abril de 2021, sintomática.

Os casos foram confirmados laboratorialmente pela Fundação Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro, laboratório de referência para Santa Catarina para o Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN/SC).

É considerado caso suspeito de reinfecção o indivíduo com dois resultados positivos por meio da técnica de RTq-PCR em tempo real para o vírus SARS-CoV-2, com intervalo igual ou superior a 90 dias entre os dois episódios de infecção respiratória, independentemente da condição clínica observada. Os três casos de reinfecção estão confirmados no estado, uma vez que todos os procedimentos adotados seguiram o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS).

Até o momento, foram notificados 51 casos de reinfecção em Santa Catarina, sendo 34 descartados, 3 confirmado e 14 aguardando resultado.