A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste sábado (7) os dados atualizados da Matriz de Risco Potencial em relação ao coronavírus. Pela nova classificação, dez regiões catarinenses se encontram em nível gravíssimo (cor vermelha) e seis regiões em nível grave (cor laranja), demonstrando um agravamento nos números.

Em comparação com os dados divulgados no último boletim, no dia 27 de janeiro, a única região que apresentou melhora foi a Foz do Rio Itajaí que baixou do nível gravíssimo para o grave.

As regiões da Grande Florianópolis, Serra Catarinense e Xanxerê retornaram ao nível gravíssimo e a região do Extremo Sul, que se encontrava em nível alto, também teve um aumento no risco, passando ao patamar grave.

As medidas sanitárias a serem adotadas diante das novas classificações passarão a valer a partir da 0h da próxima segunda-feira (8).

Classificação das regiões

  • Gravíssimo: Grande Florianópolis, Alto Uruguai Catarinense, Serra Catarinense, Nordeste, Alto Vale do Rio do Peixe, Meio Oeste, Oeste, Extremo Oeste, Planalto Norte e Xanxerê;
  • Grave: Médio Vale do Itajaí, Alto Vale do Itajaí, Foz do Rio Itajaí, Carbonífera, Extremo Sul Catarinense e Laguna.