A região de Chapecó, principal cidade do Oeste de Santa Catarina, saiu do nível gravíssimo na matriz de risco para Covid divulgada pelo Governo do Estado neste sábado (24). Com isso a cor deixa de ser vermelha, que é gravíssimo, para grave. Com isso algumas práticas esportivas, como nos campos de futebol, estão liberadas.

Desde janeiro a região estava em vermelho no mapa. “Melhoramos graças ao empenho, à dedicação de todos e às políticas públicas adotadas pelo governo municipal”, disse o prefeito, João Rodrigues.

Chapecó foi a cidade catarinense que anunciou a adoção do “lockdown invertido”. Desde a semana passada, um exército de 320 agentes comunitários de saúde auxilia a prefeitura Chapecó na operação que identifica e isola os casos positivos de covid-19.

“Nós temos 320 soldados para fazer a busca ativa do vírus. Vamos identificar, testar, isolar e tratar”, disse o prefeito João Rodrigues

A ideia é acompanhar não somente os casos positivos, que estão isolados, mas também seus familiares.

“Se alguém da família tossir, espirrar, a agente deve comunicar imediatamente a Central de Monitoramento que montamos no Centro de Eventos. A Central vai mandar a Unidade Móvel que montamos, com médico, enfermeira e farmacêutica, que vai até o local e fará o teste de todos os familiares”, explicou João Rodrigues.

A Assistência Social do Município colabora na ação, fornecendo alimentação por 30 dias para as famílias que tiverem que cumprir o isolamento por 10 a 14 dias.

“Nós vamos cuidar da saúde, mas também não vamos deixar passar fome quem precisaria sair de casa para ganhar seu sustento”, explicou o prefeito.

Chapecó, que chegou a ter 5,5 mil ativos e 351 pessoas internadas nas UTIs e enfermarias dos hospitais públicos e privados, além do Centro Avançado de Atendimento Covid, neste sábado tinha apenas 346 ativos e 151 internados.

O HRO está com 90% de ocupação, com 37 pacientes de Chapecó e 57 de outros municípios. Aliás, o hospital recebeu pacientes de outras regiões, num movimento inverso do que a região viveu em fevereiro e março. Na enfermaria do HRO a ocupação é de 55%, com 18 pacientes de Chapecó e 12 de fora.