Devido ao Mutirão de Cirurgias Eletivas de Catarata realizado pelo governo do Estado, que iniciou no dia 5 de março e encerra nesta quinta-feira (15), Corupá atingiu 180 cirurgias dos olhos. Segundo a Secretaria de Saúde de Corupá, o aumento de cirurgias para o município foi decorrente da sobra do total de procedimentos distribuídos para outros municípios e que proporcionou que mais pacientes corupaenses pudessem participar do mutirão. Com isso, agora Corupá está com a fila de espera por cirurgias de catarata quase zerada, restando cerca de 15 pacientes. As cirurgias aconteceram no Hospital São Luiz (Instituto Santè), de Campo Alegre. O mutirão, realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), com recursos do Governo do Estado e do Governo Federal, foi coordenado pela Gerência de Saúde da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Mafra e contou com o apoio das secretarias municipais de saúde, que disponibilizaram veículos para o transporte dos pacientes. A catarata é uma doença com interferência no cristalino dos olhos, torna a visão opaca e turva. Pacientes geralmente veem as coisas de forma nublada, como se olhassem por uma janela embaçada, tornando difíceis as tarefas diárias como ler, dirigir ou interpretar as expressões faciais das pessoas. A evolução costuma ser lenta e pode afetar primeiro um dos olhos e mais tarde o outro. O aposentado Henrique Braunsburger, de 74 anos, foi um dos pacientes de Corupá que passou pela cirurgia de catarata nos dois olhos. Henrique conta que estava há três anos na fila de espera pela cirurgia. “Achei que nem seria chamado mais para operar da catarata, mas fui e agora quero me recuperar bem e voltar a enxergar melhor”, comenta. O secretário de Saúde de Corupá Irineu Pasold, comemorou a eficiência do Mutirão, pois graças a esta ação o município pode atender a uma demanda reprimida desde 2014. “Este tipo de mutirão surte bons resultados para os pacientes e os municípios, pois as filas de espera são reduzidas significativamente”, conclui. *Com informações da Prefeitura de Corupá