Reunido na manhã desta quarta-feira (4), o Comitê Municipal de Monitoramento e Enfrentamento ao Coronavírus de Corupá decidiu pelo adiamento das comemorações em alusão ao dia da banana no município, festejado em 21 de agosto.

Durante o encontro, o prefeito municipal e presidente do Comitê, Luiz Carlos Tamanini, apresentou a portaria 681, editada pelo Governo do Estado em 28 de junho, que proíbe a realização de eventos nas regiões de risco altíssimo (vermelho), o que é o caso da região nordeste na matriz divulgada semanalmente pela Secretaria de Estado da Saúde.

Diante da impossibilidade de promover a festa da banana neste momento, Tamanini sugeriu a transferência para outubro ou novembro, quando se espera que a maioria dos catarinenses já tenha recebido a segunda dose da vacina contra o coronavírus e, eventualmente, que a atração ocorra em dois ou mais finais de semana, coincidindo com a programação de passeios da Maria Fumaça, que já atrai um público interessante.

A proposta foi bem aceita pelos integrantes do comitê. “Todas as nossas decisões devem ser pautadas de forma consciente e sem infringir a legislação”, disse o prefeito.

Avanço da vacinação

Como integrante do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, o secretário municipal de Saúde, Felipe Rafaeli Rodrigues, apresentou dados interessantes sobre o avanço da vacinação no município.

Até a tarde desta quarta (4), 11.215 doses foram aplicadas. Ele revelou que, levando-se em conta o público alvo acima dos 18 anos, faixa etária definida pelo Ministério da Saúde, a expectativa é que até o início de setembro todos já tenham recebido a primeira dose. Nesta semana, as pessoas com 32 anos ou mais, estão sendo imunizadas.

“Faltam aproximadamente 4 mil para que fecharmos a primeira dose em Corupá, mas dependemos da quantidade de imunizantes enviados pelo governo do estado”, observou.

Com informações da Prefeitura de Corupá.