Uma coruja-orelhuda (Asio clamator) foi resgatada nesta terça-feira (5) no bairro Nova Brasília. Segundo os biólogos do Programa de Resgate de Fauna da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama), a ave provavelmente colidiu contra uma parede ou janela naquela região e com isso acabou fraturando a asa esquerda.

“O morador acordou pela manhã e se deparou com a ave em seu quintal”, descreveu o biólogo da Fujama, Christian Raboch Lempek, que atendeu a ocorrência. Após o resgate, o animal foi encaminhado ao veterinário.

Divulgação/Fujama

A coruja-orelhuda é uma espécie comum na região e se alimenta principalmente de roedores, tendo hábitos noturnos. Lempek avisa que no inverno costuma aumentar o número de casos envolvendo corujas.

“Justamente pelo fato das noites serem mais longas, essas aves tem mais tempo para procurar alimentos e consequentemente podem acabar colidindo contra algo como paredes e janelas de residências ou até mesmo veículos”, explicou o biólogo.

Assim que for liberada do veterinário o animal deverá ser devolvido à natureza.