Até 13 dias. Esta é a média de espera dos resultados para casos suspeitos do novo coronavírus, em Criciúma.

A informação foi repassada pelo secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande, em pronunciamento com demais autoridades, no fim da tarde desta quarta-feira.

“O que temos solicitado em relação a toda essa situação é mais agilidade. Essa demora, de saber se o paciente tem ou não o vírus, acaba prejudicando”, afirma.

O material coletado é encaminhado ao Laboratório Central de Saúde Pública, o Lacen, que fica na Capital.

“Entendemos que o Lacen também não esperava essa alta demanda. Em três dias, nesta semana, quadruplicou o número de exames”, diz.

Nesta madrugada não foi possível fazer uma coleta por falta de material, mas o problema já foi resolvido com o envio de 200 kits.

“Até os próximos dias está garantido”, acredita o secretário.

Não há a possibilidade de realizar o exame na rede privada.