Uma cooperação judiciária firmada entre Justiça Estadual e Trabalhista em Santa Catarina confirmou para este mês de agosto a realização de leilões dos direitos minerários e todos os processos minerários autorizados pertencentes à Cooperminas (ex-CBCA), sediada em Forquilhinha, empresa constante no polo passivo das ações em trâmite nas duas esferas judiciais. Para se ter ideia, a mina de carvão em questão foi avaliada em R$ 52,6 milhões.

O juiz Guilherme Costa Cesconetto, que atualmente responde pela Vara Única da Comarca de Forquilhinha, coordena os trabalhos no âmbito da Justiça Estadual.

Em recente reunião entre o magistrado e o juiz Roberto Masami Nakajo (TRT-SC), ficou definida a manutenção da data designada para o leilão do processo da Vara de Forquilhinha na próxima sexta-feira (13/8), a ser realizado pelo leiloeiro Daniel Garcia, cujos efeitos ficarão suspensos até a realização do leilão na Justiça do Trabalho.

Os lances registrados aguardarão o leilão a ser realizado pela Justiça do Trabalho no dia 23 de agosto, oportunidade em que os juízos farão a comparação entre eles para deferimento da arrematação.

O incremento entre um lance e outro, para que seja considerado superior, é de no mínimo R$ 100 mil.