Os primeiros contratos de compra de terrenos do Loteamento Industrial do Verdinho (Liv) foram assinados na manhã desta segunda-feira (4), na Sala de Atos, do Paço Municipal Marcos Rovaris. A assinatura foi de oito espaços e os contratos foram firmados após o pagamento de 30% do valor de cada terreno. O Liv fica localizado no Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Pedro Raimundo, no bairro Verdinho.

"A localização do loteamento é privilegiada, próximo a BR-101 e na Rodovia Jorge Lacerda. Era um sonho de muitos prefeitos tornar aquela área um loteamento industrial, e hoje, conseguimos. São 18 hectares que se transformaram em 21 terrenos. A Prefeitura de Criciúma dará toda a infraestrutura necessária para que as empresas possam construir e se instalar no local", destacou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

 

As empresas que adquiriram os terrenos foram a GC Medicamentos, LTH Empreendimentos imobiliários, Zaffira comércio, distribuição e representação, Thermoart fornos industriais e equipamentos agroindustriais, Medeiros e Wilson – Indústria e comércio de lubrificantes e Olga Gordeeva. Os lotes variam entre 3 mil e 20 mil metros quadrados.

 

"Agora, oficialmente, o Liv ganha as suas primeiras empresas. Muitos, estavam instalados em lugares que não comportavam mais o crescimento dos seus negócios e viram no loteamento a oportunidade expandir os seus empreendimentos e aumentar o seu efetivo", comentou o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Aldinei Potelecki.

 

O restante do valor dos terrenos pode ser parcelado em até 12 vezes. O local pode abrigar negócios de pequeno, médio e grande porte. A infraestrutura do novo parque industrial conta com drenagem, terraplanagem, pavimentação, iluminação, etc.

Edital para a venda

Nos próximos dias, o segundo edital de concorrência pública será lançado para a venda dos 13 terrenos restantes. O edital será publicado no Diário Oficial Eletrônico (DOE) no site da Prefeitura de Criciúma (www.criciuma.sc.gov.br/site/). "Neste edital, teremos mais lotes de 3 e 20 mil metros²", comentou o coordenador da Casa do Empreendedor, Agenor Brunel.