Larissa Maria tem 12 anos, 1m36 de altura e 40 quilos, aproximadamente, muito bem distribuídos, diga-se de passagem. Bonita, vaidosa a menina é cheia de charme e atitude. Como toda criança desta geração é apaixonada por tecnologia, fã incondicional de uma série de youtubers. Apesar da pouca idade, ela já se anima e ensaia alguns vídeos para criar seu próprio canal. Gosta de jogar bola, brincar na rua e andar de bicicleta. Mas o que a pequena não resiste é a uma câmera, seja de foto ou vídeo. É só perceber que ela está ligada, que Larissa capricha na pose. O grande sonho de Larissa é se tornar modelo fotográfico, de vídeo e de passarela. Você deve estar pensando, ah, muitas meninas da idade de Larissa sonham com um futuro deste. É verdade, mas Larissa, é uma criança especial. A menina carismática e comunicativa que almeja ser modelo é portadora de Síndrome de Down.
Larissa tem 12 anos
O que para muitos pode parecer uma grande barreira na realização deste sonho difícil, é só mais um detalhe para a pequena. “Gosto muito de fotografar. Passo o dia fazendo fotos e vídeos com meus amigos. Este é o meu sonho, ser modelo. Estou treinando para isso”, diz a pequena, sempre muito empolgada.

Fada madrinha

Dizem por aí, na magia do universo infantil, que os sonhos são realizados por uma fada madrinha, bom, neste caso, a fada tem sido a irmã mais velha de Larissa, a estudante de pedagogia Débora Cristina Vieira, 24 anos. “Quando Larissa nasceu e soubemos que ela tinha Down, nossa vida mudou bastante. Tivemos que aprender a lidar com esta situação, principalmente com o preconceito que sempre é a pior dificuldade de qualquer deficiência”, conta a estudante. Débora acrescenta que Larissa leva uma vida normal, vai ao colégio regular – frequenta o sexto ano do ensino fundamental em uma escola pública do bairro Itaum, na zona Sul de Joinville. “A deficiência não pode tirar a capacidade de minha irmã de realizar o sonho de ser modelo. Por isso, quando ela começou a falar deste desejo, procurei algumas agências de modelo de fora, mas que estavam em Joinville fazendo seleções. Foram mais de cinco, todas recusaram Larissa, alegando que ela não estava no perfil desejado, devido ao Down”, revela a futura pedagoga.
"Gosto muito de fotografar. Passo o dia fazendo fotos e vídeos com meus amigos", diz Larissa
“Isso fez com que desistisse do sonho da minha irmã”, comenta Débora. Mas Larissa não desistiu. “Ela continua pedindo minha ajuda, e quer provar que pode sim fazer um book fotográfico para uma campanha de sucesso e desfilar. A força de vontade dela reacendeu minha força para retomar esta caminhada. Quero realizar, este singelo desejo, para isso conto com a ajuda da comunidade joinvilense. A deficiência não pode ser barreira para a realização de um sonho. Esta é a mensagem que queremos levar adiante”, finaliza Débora. Se você ficou interessado nesta história e quer ajudar a pequena joinvilense a realizar o grande sonho de sua vida pode entrar em contato pelo telefone 47/99259-3379.