A primeira morte causada por febre amarela em Santa Catarina foi confirmada nesta quinta-feira (28) pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC). O diagnóstico laboral realizado pelo Instituto Carlos Chagas (ICC) – Fiocruz do Paraná atestou que o óbito de um paciente de 36 anos, residente em Joinville, ocorrido no último dia 12 de março, foi causado pela doença.

O paciente não tinha registro de vacina no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (Sipni). O estado não registrava casos autóctones (contraídos dentro do território) de febre amarela em humanos desde 1966.

Reforça-se a necessidade de a população procurar as unidades de saúde para fazer a vacina e, em caso de sintomas, procurar atendimento imediato para aplicação do protocolo de manejo clínico e classificação de risco frente a um caso suspeito de febre amarela.

A vacina é indicada em dose única, ou seja, apenas uma aplicação protege pela vida toda. Podem vacinar pessoas de nove meses a 59 anos de idade. Acima de 60 anos é necessário apresentar prescrição médica.

Vacinação em Blumenau

Os sete Ambulatórios Gerais (AGs) seguem com as salas de vacinação funcionando em horário estendido, até as 20h30. Nos sábados, a vacinação pode ser feita nos AGs Garcia e Velha, das 7h às 12h. A população pode se vacinar em outra unidade que não a sua usual de referência. É importante portar a carteira de vacinação, para correta atualização, e um documento de identificação.

Quer receber as notícias no WhatsApp?