A Passarela do Samba Nego Quirido, localizada na Avenida Gustavo Richard, começa a ganhar uso e segurança para todo o ano. Duas secretarias municipais, de Cultura Esporte e Juventude e de Segurança Pública, começam a operar no local.

Entidades como Defesa Civil de Florianópolis, Superintendência de Serviços Públicos (SUSP), Fundação Municipal de Esporte e Fundação de Cultura Franklin Cascaes ocuparão o espaço, que já conta com monitoramento e vigilância 24h, feito por uma empresa privada em troca de explorar publicidade em uma das empenas da estrutura.

Complexo Nego Quirido terá ocupação o ano todo | Foto PMF/Divulgação

Para o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, essa era uma antiga vontade da administração: dar um maior uso para um equipamento que vivia abandonado e precisando de manutenção: “Começamos dando uso para a lendária piscina e agora levamos secretarias para ocupar o espaço. Com mais uso e mais segurança, aproveitamos melhor um espaço nobre do município e diminuímos despesas com manutenções”, explica o prefeito.

Além da ocupação, a Passarela já conta com monitoramento e vigilância 24h, feito por uma empresa privada em troca de explorar publicidade em uma das empenas da estrutura. Entidades como Defesa Civil de Florianópolis, Superintendência de Serviços Públicos (SUSP), Fundação Municipal de Esporte e Fundação de Cultura Franklin Cascaes também passarão a operar no novo local.

Servidores já ocupam as intalações na Nego Quirido | Foto PMF/Divulgação

De acordo com o Secretário Ed Pereira, da Cultura, a ocupação não vai atrapalhar a realização do carnaval e demais eventos no local: “A empresa que ganhou edital para utilizar a passarela para eventos já sabia da condicionante de termos secretarias em uma determinada parte dos camarotes”, explicou o secretário.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?