A pandemia do coronavírus já fez muitas pessoas adotarem cuidados com a higiene. E um dos pontos de grande preocupação é a cozinha.

Existem dúvidas sobre como manter o Covid-19 longe dos alimentos: preciso "dar banho" nas embalagens quando chego do supermercado? O que fazer com legumes e outros itens frescos?

Para responder esses questionamentos, o Centro de Pesquisa em Alimentos (Food Research Center - FoRC), da Universidade de São Paulo, criou um documento esclarecendo alguns pontos.

Os pesquisadores pontuam que a proliferação do novo coronavírus acontece quando gotículas e outras secreções saem da boca e nariz de uma pessoa já doente ou de um portador assintomático. O contágio acontece quando elas atingem as mucosas - que são olhos, nariz e boca - de outras pessoas.

A transmissão pode ocorrer também pelo contato das mãos com superfícies contaminadas com o vírus, que pode ser transferido para os olhos, nariz e boca numa simples coçada.

E essas superfícies podem ser embalagens de alimentos se uma pessoa infectada tiver passado pelo corredor de supermercado antes de você.

O documento esclarece que não há indicativo até o momento de que o novo coronavírus seja transmitido pelo alimento, ou seja, ao comer um produto com o vírus. O risco estaria mesmo em manipular esse alimento infectado e levar as mãos às mucosas.

Mas, como cuidado não é demais, algumas medidas simples podem ajudar a manter o coronavírus longe da cozinha.

Lavar as mãos é a primeira medida antes de qualquer cuidado na cozinha. Foto: Natália Trentini/OCP News

Limpeza das mãos e pulsos

Antes de manusear qualquer alimento é fundamental lavar as mãos corretamente com sabão/sabonete e bastante água corrente, não esquecendo das regiões entre os dedos, pontas dos dedos, dorso das mãos, pulsos e antebraços.

Álcool em gel ajuda na desinfecção, mas não substitui a lavagem cuidadosa das mãos. Está comprovado que a medida mais importante e eficiente para prevenir a transmissão do coronavírus é a lavagem correta das mãos.

Limpeza na cozinha

As informações sobre o tempo de persistência do coronavírus em superfícies são ainda controvertidas.

Alguns estudos científicos com outros coronavírus indicam persistência em metal, plástico e vidro por até 9 dias, enquanto outros mencionam 24h em papelão e 3 dias em plástico para o novo coronavírus.

Mas o vírus é inativado rapidamente pelo contato por 1 minuto com álcool etílico 62-71%, água oxigenada 0,5% ou hipoclorito de sódio 0,1%.

Bancadas, pias, louças e demais utensílios devem estar sempre limpos e secos, sem resíduos de alimentos, assim como eletrodomésticos e ambientes.

Compras diversas

Não se deve deixar as compras em “quarentena”. O correto é higienizar as embalagens com água corrente e sabão ou álcool gel, lavando as mãos antes e depois, e fazer o armazenamento em temperatura e tempo adequados.

É preciso lavar muito bem ou passar álcool gel em latas e demais embalagens. Foto: Natália Trentini/OCP News

Cuidados com os alimentos em casa

Para alimentos consumidos crus, como os vegetais folhosos, a recomendação é remover as folhas externas ou danificadas, separar as folhas uma a uma, lavá-las com água tratada abundante e deixá-las em imersão, por 15 minutos, em uma solução de água sanitária (uma colher de sopa diluída em um litro de água), lavando-as depois com água corrente.

Para vegetais não folhosos e frutas, o procedimento deve ser o mesmo.

Vegetais devem ficar em imersão em solução com água sanitária. Foto: Natália Trentini/OCP News

Cozinhar, assar ou fritar, quando feito corretamente, com mãos e utensílios limpos, elimina os vírus caso estejam contaminando o produto cru.

No entanto, é preciso evitar a recontaminação depois do aquecimento.

É preciso evitar comer com as mãos, a menos que tenham sido cuidadosamente lavadas.

Embora não exista nenhuma evidência cientificamente comprovada que produtos de origem animal tenham alguma relação com a Covid-19, recomenda-se evitar o consumo de carnes cruas ou mal processadas.

O que usar para higienizar alimentos? Os produtos comerciais à base de cloro para desinfecção de vegetais são eficientes para eliminar a contaminação microbiana - não usar água sanitária com outras substâncias na sua composição, pois podem ser tóxicas para o organismo humano.

O vinagre para fins culinários não tem efeito sanitizante e não deve ser usado para este fim.

Ao receber delivery, dar preferência a embalagens de papel. Foto: Divulgação

Refeições prontas

  • Dar preferência a restaurantes e serviços de alimentação de confiança;
  • Preferir embalagens de papelão, pois o que sabe até agora é que os coronavírus resistem menos tempo na superfície de papel;
  • Não consumir nenhuma refeição que chegar com a embalagem danificada ou violada;
  • Verificar se o tempo de entrega está de acordo com o acertado com o fornecedor;
  • Evitar o contato direto com o entregador;
  • Dar preferência a pagamentos remotos por aplicativos - não manusear dinheiro e muito cuidado com as máquinas de pagamento com cartões;
  • Lembrar de higienizar as embalagens e as mãos.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul