Com a chegada do feriadão, o primeiro estendido de três que devem ocorrer entre este mês de abril e o início de maio, milhares estão afivelando malas e preparando-se para aqueles encontros familiares, com amigos, viajando só, a dois ou em família, ou ainda em busca de aventura ou descanso. Os motivos e os destinos são variados, mas o fato é que, seja qual for o destino, o percurso, na maioria das vezes longo, pode se tornar estressante e até mesmo estragar os sonhados dias de folga, caso algumas regrinhas básicas de etiqueta não sejam cumpridas. Para que as viagens se tornem muito mais confortáveis, sem atritos, mal-entendidos e até discussões com outros viajantes, vale a pena tentar preservar a sua privacidade, controlar os ânimos das crianças e também respeitar a privacidade dos demais passageiros. O jornalista Jaime Rubio Hancock, do El País Brasil, listou algumas regras que repassamos para você junto com outras citadas por especialistas em etiqueta.
Não seja espaçoso demais
- Faça o menor ruído possível: deixe o celular no silencioso, fale baixinho, use fones de ouvido - Melhor não iniciar conversa com desconhecidos. Descarte totalmente a ideia se a pessoa estiver lendo ou colocou os fones de ouvido. Se ainda assim você se puser a falar, leve em conta que os monossílabos como resposta costumam significar que não querem conversar com você - Se é você que não tem vontade de falar e a pessoa do lado começa a conversar, não seja grosseiro, mas deixe claro que está fazendo outras coisas - Não abra demais as pernas ou os braços, ou gesticule demasiadamente. Evite aqueles chutes desagradáveis no assento da frente - Quando se levantar, também não se apoie no assento da frente. Isso incomoda. - Não há problema em levar bolachas, salgadinhos ou chocolate para comer, desde que depois você limpe as migalhas e não fique fazendo aquele barulho irritante com as embalagens de celofane ou metalizadas. - Se carregar comida, leve em consideração que há opções melhores que bolinhos de carne, coxinhas e hambúrgueres, ou aqueles chips conhecidos, que só cheiram bem para quem os come. Lembre-se que nos ônibus muita gente enjoa e que não seja por sua culpa. - Os pais devem garantir um mínimo de atenção às crianças para que elas mantenham entretidas e não incomodem ninguém - Se a criança for rebelde demais, não permitir gritos, xingamentos e demonstrações públicas de má-educação - Se você viaja sozinho e alguém lhe pede que troque de lugar para poder ir com um amigo ou com a família, não seja chato e diga que sim. A não ser que você tenha um problema de mobilidade, claro. - É fundamental viajar depois de tomar banho e passar desodorante. - Não fique cortando as unhas. - Também não fique descalço (exceto nas viagens muito longas). - Leia mais: Como evitar que as viagens com criança gerem muitos problemas na hora de pegar a estrada -

Aviões

- Antes de chegar ao controle de voo você pode pôr nos bolsos do casaco ou na mochila tudo o que carrega. Quando acabar, não fique atrapalhando a passagem dos outros. - Outro momento tedioso ao voar é o embarque. Não corra na frente. Se já despachou as malas e não precisa de espaço para a bagagem de mão, espere até o final, sem precisar ficar na fila. - Tente não monopolizar o espaço para a bagagem. Se você leva uma mochila ou uma bolsa pequena, coloque-a debaixo do assento dianteiro. - A pessoa que está no assento do meio tem direito aos dois apoios para braços, uma pequena compensação para que seu voo, sem direito à janela ou corredor, seja um pouco menos horrível - Você pode tirar os sapatos se estiver num voo longo (de seis horas para cima) e estiver de meias - Em alguns voos, tomar cerveja ou vinho é quase necessário, mas não vá se embriagar - Você pode reclinar o assento. Mas se o voo é curto e há pouco espaço, pondere se isso realmente é necessário. Em todo caso, faça com cuidado e dê uma olhada para trás, pois pode haver alguém com um bebê no colo, por exemplo. Tenha o cuidado de verificar se a fila de trás pode reclinar seu assento. Se estiver “trabalhando” (sim, claro) com o laptop, você pode pedir à pessoa que está na frente que avise antes de inclinar o assento, mas você não pode proibi-la - Muitas companhias aéreas proíbem o uso de Knee Defender, um apetrecho para evitar que o assento dianteiro recline. Não o utilize, embora não seja proibido. É um truque grosseiro e que se usa às escondidas e sem avisar - É sempre bom saber que o estranho ao lado considera seu ombro confortável o bastante para tirar uma soneca. Mas é preciso respeitar o espaço pessoal, principalmente em ambientes confinados. A dica é tossir até que o dorminhoco acorde e deixe seu ombro em paz - Se topar com um passageiro embriagado, evite contato visual. Qualquer comunicação direta com o sujeito pode resultar em um inimigo indesejado a 10 mil metros de altitude – ou pior, em um novo melhor amigo. É sempre melhor alertar a tripulação - Ninguém gosta de um comissário de bordo ranzinza, mas confrontá-lo diante de outras pessoas só vai piorar a situação. Se você tiver um problema, peça discretamente para falar com o chefe da tripulação, ou escreva uma carta de reclamação quando estiver em terra firme - A solução definitiva para lidar com um dorminhoco barulhento é sempre levar protetores auriculares ou fones de ouvido com cancelamento de ruído - Se a criança atrás de você estiver chutando sua cadeira sem parar, vire pra trás com um belo sorriso e pergunte, com a maior educação, se ela se importaria em parar - Se você usa cabelo comprido, não o coloque sobre o encosto do assento - Se estiver na janela, seu colega de corredor está ciente de que terá de se levantar se você precisar ir ao banheiro, por isso, fique à vontade. Mas tente aproveitar para sair quando estiver acordado e na hora do embarque pegue tudo o que vai precisar durante o voo.
Ver imagen en Twitter
Parabéns para a jovem com o rabo de cavalo do assento 22B. Você inventou uma nova forma de ser horrível a 35.000 pés. Desabafo de um internauta, via Twitter
- Quando for a hora do desembarque, não saia dando cotoveladas. Você não é o único com pressa. E você realmente precisa ficar de pé enquanto se apagam as luzes e lembram que você tem de permanecer com o cinto de segurança? - Seja educado com os comissários de bordo. Diga por favor e obrigado, como seus pais ensinaram. E lembre-se de pôr o telefone e outros aparelhos no modo avião - Se você tem uma doença grave e desconhecida, não suba no avião

Trens

- Deixe que os outros saiam antes de entrar - Você sabia que no Japão há cartazes nos trens que recomendam ter cuidado com o ruído que você faz ao teclar seu computador? Se você tem de falar ao telefone, saia do vagão - Nos vagões ninguém espera que você fique calado, mas continua sendo de boa educação sair para falar no celular e mantê-lo sempre em silêncio. Sem dúvida, se você está ouvindo música ou assistindo vídeos, use os fones - Se tiver com vários amigos, é normal que façam barulho. Também é normal que usem a lanchonete para isso - Não se levante e fique conversando no corredor: a lanchonete serve para isso - Não apoie os pés no assento da frente ou no espaço entre os assentos da frente. Mesmo que não haja ninguém: vai haver - As malas vão em cima ou no colo, não no assento ao lado. Sobretudo se no trem não há assentos reservados
Ver imagen en Twitter
- Nos trens não há assento central, então o descanso de braços pode ser uma zona de conflitos, exceto nos trens e vagões nos quais há dois, claro. O ideal é compartilhar: que um (talvez o mais alto) fique com a metade da frente e o outro com a metade posterior. Apoiando o cotovelo, já vale. - Deixe seu lugar limpo quando descer, sobretudo (mas não só) se o trem seguir viagem e alguém puder ocupar seu assento.

Ônibus

- Informe-se das paradas previstas e aproveite-as, tanto para ir ao banheiro como para comer. Não vão parar por você. - O celular pode ser um problema: nos aviões não se pode ligar e nos trens se pode (deve) ir ao espaço entre vagões para conversar. Se estiver no ônibus e realmente tiver de atender (se telefonarem do hospital e você estiver esperando um transplante, por exemplo), faça isso, mas fale baixinho e não alongue a conversa. Não ligue para os amigos porque está entediado: os outros não têm culpa de você não ter trazido uma revista.

Carro compartilhado

- Se usar um app ou serviço para compartilhar um carro, faça com informações reais. Não use o perfil de um amigo ou de sua namorada. Se por algum motivo tiver de fazê-lo, avise quando fizer a reserva e não quando chegar. Entenda que é motivo suficiente para que não queiram te levar. - Seja pontual. Na melhor das hipóteses seus amigos já estão acostumados a seus atrasos, mas essas pessoas não o conhecem. Se surgiu um imprevisto, avise o quanto antes. - Em alguns aplicativos, os motoristas costumam dizer se falam muito ou se gostam de ouvir música, entre outras preferências. Tente adaptar-se ou, pelo menos, atente para as consequências. Mesmo se for uma viagem para fumantes, tente aproveitar as paradas para isso. - Se tiver perguntas, faça antes de reservar, mas não espere que os demais ajustem seus horários e itinerários às suas necessidades - Ofereça toda informação possível, tanto de horários como de paradas. Avise-os de quando vai buscá-los - De novo, cuidado com o celular

Elevadores

- Não olhe fixamente nos olhos de quem estiver com você