Começou na manhã desta segunda-feira (25), o processo de sondagem do solo para iniciar a restauração da Ponte Jacob Alfredo Emmendoerfer, no Baependi. A estrutura está interditada desde dezembro do ano passado, após um dos pilares ter sido corrompido durante um temporal.

De acordo com o secretário municipal de Obras, Onésimo José Sell, nesta etapa será descoberta a profundidade da rocha para, em seguida, o engenheiro responsável elaborar o projeto e dar continuidade ao trabalho.

O serviço de sondagem é necessário para iniciar a obra. É através dela que os engenheiros conseguem analisar as características do terreno e precaver os problemas. Dependendo do resultado, o projeto pode até ser financeiramente inviabilizado.

De acordo com a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Natália Lúcia Petry, a Prefeitura já contratou por licitação um engenheiro que ficará responsável pela restauração.

Natália salienta que por a ponte ser um patrimônio histórico, a reforma terá que obedecer aos critérios técnicos específicos. "A partir do momento que o engenheiro entregar o valor, será feito um processo de licitação para a empresa que vai cuidar da ponte", explica.

Dependendo da licitação e dos processos burocráticos, Natália acredita que em 20 dias o projeto executivo esteja pronto e leve mais 30 dias para a licitação.

"A minha expectativa é que em 90 dias a obra esteja pelo menos em fase de elaboração. Para mais detalhes, precisamos aguardar o projeto executivo", afirma.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?