Em três dias, catarinenses do Sul do Estado acompanharam o anúncio de ações que vão mudar o mapa da infraestrutura da região. Obras que simbolizavam espera e atraso vão sair do papel, trazendo mais desenvolvimento, integração e segurança. De quinta-feira, 05, até este sábado, 07, em roteiro por nove municípios, o governador Carlos Moisés anunciou R$ 360 milhões em recursos.

Com os repasses do Governo do Estado, as cidades vão investir, principalmente, em pavimentações de estradas. A esperança é de recuperar o tempo perdido, construindo um futuro de oportunidades e mais qualidade de vida.

"O que está acontecendo, e isso é em todas as regiões de Santa Catarina, é algo que muitos diziam ser impossível e que nós estamos realizando com gestão responsável. Enxugamos a máquina pública, cortamos o desperdício, pagamos contas atrasadas e ainda conseguimos investir com recursos próprios. O dinheiro público está a serviço do cidadão catarinense, esteja ele nos grandes ou nos pequenos municípios. Não há região esquecida neste movimento de municipalismo concreto para melhorar a vida das pessoas em todos os rincões do Estado", ressalta o governador.

Obras de Infraestrutura

No roteiro de Carlos Moisés por nove municípios, em todos os atos foram anunciados recursos para grandes obras de Infraestrutura. O governador defende que estas ações fortalecem o estado e retornam benefícios ao cidadão em outros setores como saúde, segurança e educação.

"Com boa infraestrutura, o sofrimento diminui, a produção melhora, a renda aumenta, o emprego cresce. Essa engrenagem funcionando bem permite que o Estado também possa investir mais, melhorar seus serviços e acelerar entregas aos catarinenses", pontua o governador.

Entre as obras que serão realizadas na região com recursos do Governo e em parceria com os municípios estão:

Rota Caminhos do Mar

Estratégica para o desenvolvimento turístico e econômico do Sul de Santa Catarina. Os primeiros trechos das obras serão realizados nas divisas de Balneário Gaivota com Passo de Torres e Balneário Arroio do Silva e no acesso da BR-101 a Passo de Torres. Os convênios para os repasses dos recursos somam R$ 59,2 milhões.

Prolongamento do calçadão de Balneário Rincão

O governador Carlos Moisés garantiu o repasse de R$ 10 milhões para a obra, que será realizada pela prefeitura municipal. Além do calçadão, também foram garantidos os recursos para o pagamento do projeto para a continuação da Via Rápida da BR-101 até o balneário.

Revitalização da 447 em Balneário Arroio do Silva

São R$ 22,7 milhões para a cidade. Os valores serão usados na revitalização completa da SC-447, principal ligação com Araranguá, na urbanização da orla da cidade, no asfaltamento de parte do Acesso Sul e na pavimentação de algumas vias na área urbana.

Revitalização da 25 de julho em Forquilhinha

Obra do Plano 1000, maior projeto municipalista da história do Estado. Com investimentos de R$ 20 milhões, serão feitas a revitalização da Avenida 25 de julho e a criação da Rota Turística.

Anel viário de Criciúma

A conclusão do Anel Viário terá um investimento de R$ 20 milhões para um trecho de quase três quilômetros. A comunidade aguarda há quatro décadas pela obra. A maior cidade do Sul de Santa Catarina recebeu, ao todo, R$ 78 milhões para uma série de ações que incluem a construção de um complexo turístico em Mina de Visitação; obras da Casan; construção de pontes; implantação de parque municipal; melhorias na saúde; pavimentação de ruas, entre outras.

Pavimentações em Siderópolis

São investimentos de quase R$ 40 milhões, mais de metade do Governo do Estado. O conjunto de ações, fruto de parcerias entre o Governo do Estado e municípios representam o maior pacote de obras da história de Sideropólis. Estão incluídos recursos para pavimentação da rodovia municipal SID-163, no bairro Santo Antônio; segunda etapa da ciclofaixa na rodovia municipal SID-159, no trecho de cerca de 11,3 quilômetros entre a comunidade do Rio Jordão Baixo e a Barragem do Rio São Bento; e para a primeira etapa, da Rodovia Padre Herval Fontanella, do centro até Jordão Baixo, com seis quilômetros.

Rodovia da Imigração

A Rodovia da Imigração será asfaltada em todo o trecho que corta o município de Pedras Grandes. O governador Carlos Moises assinou convênio de R$ 16,3 milhões para pavimentar o segundo segmento da estrada, entre a comunidade de Azambuja e a divisa com o município de Urussanga. Atualmente, a primeira etapa da obra, entre o centro de Pedras Grandes e Azambuja, já está em andamento, com investimento de R$ 14,8 milhões.

SC-437 entre Pescaria Brava e Imaruí

São R$ 12,5 milhões para implantação e pavimentação da via. A obra contempla uma extensão de 7,2 quilômetros entre as localidades de Barreiros e Siqueiro. O município recebeu ainda R$ 11 milhões para a construção de um ginásio e uma escola municipal.

● Agenda de trabalho encerra em Imaruí com mais R$ 120 milhões

Assim como iniciou na quinta-feira, 05, a agenda de trabalho do governador pelo Sul do Estado encerrou neste sábado, 07, com mais um anúncio histórico para a região: a autorização para edital de licitação para a pavimentação da SC-436, de Imaruí ao Santuário de Albertina Berkenbrock. Somente para esta obra, o valor estimado de investimento passa dos R$ 85 milhões.

Além desta, Imaruí recebeu recursos para uma série de outras obras incluindo edital de licitação para a pavimentação da SC-437, de Imaruí a Aratingauba; construção de unidades básicas de saúde; aquisição de ambulância; estruturação do sistema de água na área urbana; reforma e ampliações de escolas. Ao todo, o montante em investimentos autorizados para o município chega a R$ 120 milhões, finalizando a agenda de trabalho do governador na região.

Por onde passou, Carlos Moisés recebeu palavras de agradecimento, especialmente, dos gestores municipais que tiveram atendidos pleitos importantes e que aguardavam há décadas pelos investimentos do Governo do Estado.

Os sentimentos de otimismo e de esperanças renovadas vêm de moradores como Pedro Silveira da Rocha, em Siderópolis. Depois de muito tempo sonhando com uma vida melhor na comunidade onde reside, ele diz estar feliz e ansioso para ver o asfalto, finalmente, chegar.

“Sempre ficou na história. Quem sofre é a gente. São muitas pedras irregulares, buracos, lama e poeira. É um transtorno utilizar a via. Se alguém ficar doente e precisar de uma ambulância, por exemplo, enfrenta um caminho complicado. Hoje a nossa esperança está sendo renovada com a notícia de que, agora sim, o dinheiro está disponível e o asfalto vai chegar. Estamos felizes e ansiosos por essa obra", comemora o morador.

Fotos: Julio Cavalheiro e Maurício Vieira/Secom