Nesta quarta-feira (17), o Hospital de Gaspar efetuou a substituição de um reservatório para dobrar a capacidade de armazenamento de oxigênio, com o objetivo de proporcionar mais segurança aos pacientes que estão internados na UTI Covid-19 e evitar que a cidade repita cenas como as registradas no Amazonas, no início do ano.

Para realizar a troca dos equipamentos, foi necessário o apoio de dois caminhões e guindastes. A unidade de saúde também adquiriu mais medicamentos, materiais e insumos para atendimento da população.

 

“Desde que soubemos que enfrentaríamos o momento mais difícil dessa pandemia, nós iniciamos os preparativos para garantir o atendimento a todos os gasparenses. Com muito esforço e dedicação, entregamos mais dez leitos de UTI nesta semana. Agora, estamos reforçando nosso estoque para proporcionar aos nossos profissionais de saúde as garantias necessárias para que desenvolvam o seu trabalho e sigam salvando vidas”, disse Fabiana Massari, diretora administrativa do Hospital de Gaspar.

 

Dos 20 leitos de UTI Covid, 17 estão ocupados e cinco pessoas seguem em enfermaria com quadro intermediário de saúde. Com o número cada vez maior de pacientes necessitando de suporte, a direção do hospital vem divulgando inúmeros apelos para que a população siga as normas e medidas de prevenção à doença.

 

“A Prefeitura de Gaspar está fazendo a sua parte, a direção do Hospital de Gaspar está fazendo a sua parte, os profissionais de saúde também estão fazendo, como heróis que são, porém nada disso será suficiente se as pessoas não fizeram a parte delas. Em breve, poderemos ter que escolher quem irá para UTI e quem não irá, caso nada mude”, reforça Jorge Pereira, presidente da Comissão Interventora.