Faltando uma semana para o início da propaganda eleitoral gratuita nas rádios e TVs, os partidos e coligações de Jaraguá do Sul tiveram definidos ontem o tempo e a distribuição dos blocos e inserções da propaganda eleitoral. A coligação majoritária “Jaraguá Mais Forte”, do candidato a prefeito Antídio Lunelli (PMDB), fica com a maior parte dos 10 minutos do bloco na rádio: serão 3 minutos e 56 segundos, quase 40% do total. Na sequência, vem a coligação “Jaraguá Novamente Rumo ao Progresso”, do candidato Ivo Konell (PSB), com 2 minutos e 17 segundos, ficando com 22,83% do tempo total. Com quase o mesmo tempo segue a coligação “Pra Fazer Diferente”, do candidato Jair Pedri (PSD), com 2 minutos e 8 segundos, o que corresponde a 21,33%. Já o PT, de chapa pura encabeçada pelo candidato Luiz Ortiz Primo, fica com o menor tempo, um total de 1 minuto e 36 segundos que representa 16% do bloco. A partir deste ano, apenas os candidatos a prefeito poderão veicular propaganda no formato de bloco, dentro da programação das rádios, a chamada propaganda em rede. Os candidatos a vereador poderão apenas fazer inserções durante os comerciais. Serão dois blocos diários para as campanhas a prefeito, de 10 minutos cada, veiculados nos horários das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10. Já as inserções somarão tempo total de 70 minutos diários, sendo que os candidatos a prefeito terão direito a 60%. Os candidatos a vereador ficam com os 40% restantes. As inserções serão veiculadas com 30 e 60 segundos para prefeito e vereador, de segunda a domingo, distribuídas entre 5h e 00h. Ordem definida por sorteio A distribuição do tempo da propaganda em rede e das inserções foi feita ontem, em reunião no Cartório Eleitoral de Jaraguá do Sul, com representantes de partidos e coligações. Inicialmente, membros do cartório sortearam a ordem de veiculação das propagandas para os prefeitos no primeiro dia de campanha no rádio. Em primeiro ficou a coligação “Jaraguá Novamente Rumo ao Progresso”, seguida por “Jaraguá Mais Forte”. Em terceiro ficou a coligação “Pra Fazer Diferente”, o PT vem na quarta posição. O último partido ou coligação do dia anterior passa a ser o primeiro no dia seguinte, e as demais posições também mudam, sendo a ordem definida por sistema da Justiça Eleitoral. Já a distribuição do tempo da propaganda gratuita para as campanhas a prefeito e também vereador foi definida na sequência, sendo observados os novos critérios estabelecidos pela reforma eleitoral de 2015 (Lei 13.165/2015): 90% distribuídos proporcionalmente ao número de representantes na Câmara dos Deputados, sendo que no caso de coligação para eleições majoritárias é considerado o resultado da soma do número de representantes dos seis maiores partidos que compõem a aliança. Já nos casos de coligações para eleições proporcionais é contabilizado o resultado da soma do número de representantes de todos os partidos que integrem a composição. Os outros 10% são distribuídos igualmente.