Os quase 80 profissionais que irão atuar na Unidade Básica de Saúde (UBS), do Centro de Criciúma, iniciaram uma grande imersão na Unesc com o objetivo principal de apresentar a Universidade e a Rede de Atenção à Saúde de Criciúma.

 

A partir da parceria com o Governo Municipal, a Unesc será a responsável pela operacionalização da UBS. O termo de parceria foi assinado pelo prefeito Clésio Salvaro e pela reitora Luciane Bisognin Ceretta em ato no Paço Municipal Marcos Rovaris no dia 31 de março.

A imersão teve início com a apresentação de cada um dos colaboradores, momento que contou com a presença da reitora.

"Temos duas premissas no atendimento na UBS Centro: resolver os problemas das pessoas com eficiência, eficácia e efetividade; e precisamos ter um atendimento que seja referência em acolhimento e humanização. Quando o sujeito entra, tem que saber que está em um lugar diferenciado. Não somos super-homens nem super-mulheres livres de emoções, somos afetados por nossas questões pessoais e profissionais, mas precisamos saber manejar esta erupção e sentimentos diários com o cuidado dos outros que traz os seus problemas para serem resolvidos", comenta a reitora.

Conforme a gerente administrativa da UBS Centro, Letícia Vieira de Oliveira Rodrigues, serão duas semanas de imersão, divididas em duas turmas, com os mesmos conteúdos.

"Para acontecer a imersão e o serviço da Unidade de Saúde não parar, fizemos essa divisão. Serão abordados os mais diversos conteúdos, como apresentação da instituição, residência multiprofissional, UBS Centro e demais serviços da rede, sendo que a ministração é através de profissionais da Unesc e da Secretaria Municipal de Saúde", ressalta.

 

Uma das profissionais que atuará na unidade é a Agente de Saúde, Mariane Viana Canarim, acadêmica da 10ª fase de Fisioterapia na Unesc.

"Gosto disso, meu curso já diz muito sobre isso, que é o toque, é pensar na reabilitação do paciente e eu espero poder contribuir bastante com a UBS", comenta.

 

Desenvolvimento

 

Além de todo o atendimento prestado à comunidade que utiliza a UBS, o espaço também será importante para o desenvolvimento de projetos de ensino, pesquisa e extensão, contribuindo com a formação acadêmica.

"Estou muito feliz, pois a UBS do Centro é um sonho real, realizável. Desde o início a reitora Luciane nos provocou e nós sempre conversamos sobre o assunto. Queremos transformar a UBS em referência não só regional, mas nacional. Temos em poucos lugares uma unidade com este formato, daquele tamanho. O normal, o ideal é o que nós iremos fazer, poderemos ir para o além do papel. Aqui temos pessoas com uma capacidade incrível", diz a ex-coordenadora das Clínicas Integradas, atualmente coordenadora de pós-graduação, professora Mágada Tessmann.

 

Atividades a serem desenvolvidas na UBS:

 

Médicos: Consultas clínicas (Diabéticos com hemoglobina glicada), consultas ginecológicas, consultas de pré-natal de risco convencional.

 

Enfermeiros: Consultas de Enfermagem para gestantes de risco convencional, para pacientes diabéticos (com hemoglobina glicada), para hipertensos; Testes rápidos para gestantes Sifilis + HIV; atendimentos individualizados, coleta de preventivo do câncer ginecológico e de mamas; atendimentos domiciliares em equipe.

 

Psicólogos: atendimentos individualizados, atendimentos domiciliares.

 

Farmacêuticos: dispensação de medicamentos e farmácia clínica, grupos, atendimentos domiciliares.

 

Fisioterapeutas: atendimentos domiciliares individuais e em equipe.

 

Profissionais de Educação Física: atendimentos domiciliares individuais e em equipe.

Médico pediatra: Consultas pediátricas.

 

Cirurgião dentista: atendimentos individuais, atendimentos domiciliares em equipe. Equipe saúde bucal.

 

Nutricionista: atendimentos individuais, atendimentos domiciliares individuais e em equipe.

 

 

Clique aqui e receba notícias de Criciúma em seu WhatsApp