O secretário de estado da Saúde, Acélio Casagrande, informou que as cirurgias eletivas foram canceladas temporariamente até que a paralisação dos caminhoneiros se restabeleça.

Essas cirurgias serão remarcadas e retomadas, em uma fila organizada, assim que a situação se normalizar. "A prioridade agora é garantir o atendimento de urgência e emergência, além de manter as atividades do SAMU", ressalta.

O secretário também destacou a ação da secretaria para manter a reserva de combustível e garantir, prioritariamente, as atividades do SC Transplantes e, também, apoio aos hospitais filantrópicos para manter o funcionamento das urgências, emergências e UTIs.